A minha paixão pela programação voltou faz pouco tempo. Isso porque tenho trabalhado em uma série de projetos, tanto opensources quanto na criação de um startup, que mais do que necessitam de gente que saiba programar bem e focada em segurança.

A minha leitura tem sido focada em  linguagens como PHP, Perl, Ruby, JavaScript, HTML5, Android e Objective-C, mas são poucos os  bons livros que abordam uma programação, digamos, mais segura.

Eis que descubro que a No.starch programou para os próximos meses o lançamento do livro Black Hat Python. Onde ele merece o nosso total respeito, pois o seu escritor é nada mais, nada menos que Justin Seitz.

Veja o porque desta minha afirmação lendo as seguintes referências sobre o caboclo — Justin is a Senior Security Researcher for Immunity, Inc., where he spends his time bug hunting, reverse engineering, writing exploits, and coding Python. He is the author of Gray Hat Python, the first book to cover the use of Python for security analysis.

O livro trará uma série de importantes conceitos sobre programação hacking, focando em Python, é claro.

Veja a lista de capítulos desta obra logo abaixo:

Introduction
Chapter 1: Setup
Chapter 2: Networking Basics
Chapter 3: Raw Sockets and Sniffing
Chapter 4: Owning the Network with Scapy
Chapter 5: Web Hackery
Chapter 6: Extending Burp Proxy
Chapter 7: GitHub Command and Control
Chapter 8: Common Trojaning Tasks on Windows
Chapter 9: Fun With Internet Explorer
Chapter 10: Windows Privilege Escalation
Chapter 11: Automating Offensive Forensics

O livro será lançado no final de novembro deste ano e já consta na minha wishlist..

Outra leitura, mais do que recomendada, é o livro Violent Python, o qual já foi listado como best-seller pela amazon.

P.S.: um grande amigo me deixou bem contente ao me informar que este blog é um dos poucos que informa ao seu público sobre lançamentos de livros focados em ti.