Há algumas semanas reencontrei um velho conhecido de eventos de segurança. Colocamos o papo em dia, falamos sobre família e trabalho.

Ele me confidenciou que conseguiu a tão sonhada certificação CISSP, e devido a ela, o seu salário dobrou.

Fiquei perplexo, como muito de vcs que acompanham este blog. Como é que um certificação como a CISSP consegue dobrar o salário de alguém ?

A resposta a esta pergunta veio do próprio profissional que tinha acabado de obter o aumento de salário devido a ela. Ele se tornou um gestor e o seu novo contratante (sim, ele mudou de emprego graças a CISSP também) valoriza e muito este título.

Agora, isso não é válido para todo o profissional de ti, focado em segurança, já que a CISSP é focada em gestão.

Vcs também não podem achar que a obtenção dela dobrará um salário de R$ 5.000,00 de uma hora para outra. Cada caso é um caso, ou melhor, cada salário é um salário.

Não posso mentir para vocês que a CISSP nunca entrou nos meus planos de carreira, e eu explico de forma bem simples:

  • O meu foco não é me tornar um gestor em segurança, já que está área, S.I.,  é simplesmente um skill a mais para um arquiteto de soluções ou engenheiro de software, perfis que consegui desenvolver nesses 15 anos de experiência. Estou com 33 anos. 🙂
  • A certificação CISSP não é um bicho de 7 cabeças a ser domado. Primeiro por causa do seu conteúdo gerencial e segundo, por causa do testking. Bem que mesmo com o tesking, muita gente do governo tomou bomba nesses 6 meses tendo prestá-la 🙁

A dica é:

Quer ser um gestor de TI, focado em segurança, preste a CISSP.

Quer ser um arquiteto de soluções, engenheiro de software, pentester ou qualquer outra coisa técnica, não preste a CISSP.