No ano passado quando a Cisco anunciou que entraria no mercado de fornecimento de servidores, vários analistas e profissionais do mercado de TI torceram o bico, dizendo: “Acho que a Cisco está fazendo uma tremenda besteira”. Mas o que muitos não tinham em mente na época era que a Cisco investiu na criação de uma solução de servidores focando em virtualização. Servidores compactos, com boa performance e com um custo acessível, por enquanto nos EUA.

O governo americano já vem utilizando a solução UCS em alguns dos seus projetos, como é o caso do NEBULA, criado e suportado pela NASA.

A foto abaixo explica toda a solução de hardware da Cisco que compõem o UCS, onde o mesmo suporta redes 10Gbps, com grandes possibilidades de suportar as redes 40Gbps, além do suporte a tecnologia Nexus.

Até o presente momento, tenho notícias que a Locaweb é uma das empresas brasileiras que vem utilizando esta soluções de servidores em sua infraestrutura.

Tomem cuidado na hora de decidir em montar a sua solução de virtualização com produtos com base em Blades, acha vista que nas soluções blade de mercado, você coloca no máximo 16 lâminas por blade enclosure, tendo assim a necessidade de comprar mais um blade enclosure quando precisar instalar uma única lâmina a mais para a sua solução. Você deve comparar as soluções de servidores em “U” com as soluções em Blade, já vi casos que as soluções de servidores em “U” ficavam mais baratas.

André Ortega, um dos mantenedores do Brainwok, passou a dica quanto ao gerenciamento de memória dos servidores Cisco UCS. Vale apena dar uma olhada.

fonte: thehyperadvisor