Trabalho na criação, suporte e arquitetura de ambientes na nuvem, utilizando Amazon, há alguns anos. Sempre me deparei com problemas relacionados a controle de backup, gestão de billing e schedule de parada de servidores ou de recursos quando alguém do nosso time não estava mais utilizando-o.

Queira ou não queira, a nuvem é isso, vc paga pelo que utiliza.

O problema é que vc tem que ter alguém para ficar controlando essa maravilha, a todo o momento, ou se não, um sistema que faça isso para vc, que muita das vezes é caro e um tanto que complicado de implementar.

Há 3 anos, acabei tendo contato com a solução da Cloud 8, uma empresa 100% brasileira e que é focada em Amazon.

Por facilitar e muito a minha vida, eu acabei a indicando para uma série de grandes projetos em que atuo, pois há casos, que graças a ferramenta, podemos alcançar uma economia de utilização de recursos na AWS de mais de 40%, isso porque um dos recursos da Cloud 8 possibilita o desligar e ligar EC2 de forma automática. Por exemplo: Ambientes de desenvolvimento não funcionam fora do horário comercial e nem aos finais de semana. Onde na segunda-feira, às 8:00 AM, tudo começa a ligar, de forma automática e ainda recebo um email avisando sobre o fato.

Controle de backup, um tormento para quem trabalha com Amazon – o Cloud 8 faz isso facinho facinho para vc… 🙂

Agora, mais do que nunca, com a nova lei de taxação de 50% quanto aos valores de contratação de serviços de Datacenter fora do Brasil, a adoção do Cloud 8 ajuda, e muito, a justificar a utilização de um EC2 fora do país.

O melhor de tudo, é barato. Caso eu não esteja enganado – R$ 100,00 por máquina ec2 suportada ao mês.
Justifica, e muito, para ambientes com mais de 20 máquinas. Pensem em 1342, como agora é o meu caso. Putz.. é muito bom..