Alguns blogs voltaram a adotar uma postura bem interessante, foi a adição de javascripts em seus códigos que bloqueiam a função do botão direito do mouse e a função de cópia. Tudo para não gerar o velho e conhecido plágio.

O Pentestit.com foi um dos blogs que voltaram à essa prátivca. Fiquei um tanto que impressionado com essa atitude e logo deste blog.

O pessoal esqueceu que a internet possui plágio, cópia, roubo de dados e que isso não irá mudar. Mas não são estes pontos, tidos por muitos como negativos, como a disseminação da informação que a raça humana tanto preza nos dias de hoje ?

Um outro ponto. Sites como Pentestit não copiam dados de outros blogs, sites, fóruns, ou os recebem via e-mail, com exclusividade, como se fosse o The New York times ?

Os mais espertinhos, aqueles que sabem fazer uma busca no google, descobriram como burlar este tipo de recurso. O código para tal bloqueio não é um dos mais simples de se criar devido a quantidade de interoperabilidades entre as diferentes versões e tipos de browser. Vc precisará de um tempinho, tanto no developer tools, como no google.. 🙂

Mas tive o prazer de copiar parte do código que executa as funções citadas acima do Pentesit.com – -sorry 🙂
function disable_copy(hotkey)
{
if(!hotkey) var hotkey = document.body;
if (typeof hotkey.onselectstart!=”undefined”)
hotkey.onselectstart=function(){return false}
else if (typeof hotkey.style.MozUserSelect!=”undefined”)
hotkey.style.MozUserSelect=”none”
else
hotkey.onmousedown=function(){return false}
hotkey.style.cursor = “default”
}

function disableEnterKey(e)
{
if (!e) var e = window.event;
if (e.ctrlKey){
alert(‘Copy protected content!’);
var key;
if(window.event)
key = window.event.keyCode;
else
key = e.which;
if (key == 97 || key == 65 || key == 67 || key == 88 || key == 43 || key == 26 || key == 5)
return false;
else
return true;
}

}

 

Quer controlar o copyright na Internet e por o fim do plágio, então deixe de pagar o seu provedor e não escreva mais por aqui. Simples, não ?!

 

Acabei esquecendo de diz. Vocês podem burlar isso desabilitando o javascript — no chrome — chrome://settings/content

 @pedrorenan lembrou também.. 🙂