Eu ainda me lembro quando tinha que desembolsar quase R$ 3.000,00 para comprar um computador. Isso era a década de 90.

Hoje, com R$ 1.000,00, podemos comprar um notebook, com uma configuração básica, icore 5, 4GB, mas não deixe de ser um notebook.

Eis que um leitor envia um mega-oferta do wallmart em que um computador, com as seguintes configurações abaixo, é vendido por míseros R$ 580,00. Isso mesmo, menos que 1 salário mínimo:

Computador ICC Intel Core i5 – 3330, 8GB, HD 1TB, Gravador de DVD e HDMI – Windows 8 + Monitor LED 21.5″ Samsung Full HD 1920×1080 – S22C300F

Sistema Operacional Windows 8
Sistema Operacional Windows 8
Processador Intel I5 3330 3.00GHZ 6MB Cache
Processador Intel I5 3330 3.00GHZ 6MB Cache
Garantia
Garantia
Referência do Modelo I5 8GB 1024 Win8

 

Link para o anúncio

Essa é a primeira vez que ouço falar na marca ICC. Mesmo sendo desconhecida para muitos que acessam o blog e que trabalham com ti, o preço desta máquina não está ruim não.

Caso vc esteja pensando em montar um cluster dentro de casa com 3 ou 5 máquinas iguais a essa, saiba que cloud computing sai bem mais barato.. 🙂

Só uma nota quanto a esta notícia:

Vcs também não acham que as pessoas estão simplesmente emburrecendo devido ao fácil acesso a informação e aos meios para isso ?

Acesso à internet por R$ 30,00, computadores por R$ 48,00/mês, wikipédia, google e ai vai. Isso não está gerando uma nova leva de seres humanos, os com muita informação, mas pouco conteúdo e quase nada de raciocínio?

Percebo ao meu redor que a capacidade de raciocínio lógico, conceitual e analítico* está diminuindo a cada dia que passa. As pessoas não conseguem terminar uma ideia ou frase sem errar o português ou sem expressar aquilo que realmente querem.

A aritmética está literalmente indo para o saco. Simples cálculos que envolvem soma, diminuição, multiplicação e divisão demoraram segundos para serem solucionados, não por causa do raciocínio humano, mas sim por causa do tempo que demoram para digitar e visualizar o resultado na tela do computador.

O que será de nós, humanos, daqui a 10 anos. E pior, dos brasileiros, daqui a 12 ?

* explicação bem interessante da diferença destes 3 tipos de raciocínio:

1) RACIOCÍNIO ANÁLITICO – é a capacidade de raciocinar rapidamente através da percepção. É um dos testes pelos quais as empresas utilizam para verificar o nível de inteligência de seus funcionários ou candidatos à emprego. Geralmente utilizam testes de raciocínio análitico para selecionar candidatos.

2) RACIOCÍNIO CONCEITUAL – é a capacidade de desenvolver conceitos. Teste muito aplicado tb em entrevistas a emprego, onde o Compatibilizador, geralmente um psicólogo, analisa a capacidade do candidato de desenvolver um conceito. Neste sentido, ele avaliará o ato de raciocínio em relação a conceitos que serão expostos ao candidato pois, a conceituação coloca a mente humana num nível de raciocínio que propicia ligar informações de maneira inovadora. Ou seja, ligar idéias que não estão necessáriamente ligadas.

3) RACIOCÍNIO LÓGICO – é aquele em que avalia-se o fato com criticidade, metodologia, perseverança, determinação e estudo continuo. Tb usado em teste de emprego, só que neste caso, vão pedir pra vc desenhar alguma coisa. E vc tem que prestar atenção no que ele pediu pra vc desenhar – ( Psicotécnico )

DIFERENÇAS:
1) Este teste avalia uma suposição, inferência ou argumento. Uma suposição significa um ato ou efeito de supor, estabelecer ou alegar por hipótese ou conjectura. Uma inferência significa um ato ou efeito de inferir, tirar por conclusão ou deduzir por raciocínio. Um argumento significa um raciocínio, indício ou prova pela qual se tira uma conseqüência ou dedução.

Cada questão consiste em um pequeno enunciado seguido por uma questão com cinco respostas possí eis acerca desse enunciado. A tarefa do candidato é escolher a melhor dentre essas respostas.

Embora os enunciados abordem diversos temas, estes são auto-suficientes em termos de compreensão do tema, não requerendo do candidato o conhecimento prévio do assunto tratado; portanto, o foco da questão privilegia a análise do argumento, da suposição ou da inferência contidos no contexto do enunciado, e não em conhecimentos prévios sobre o tema do enunciado em si.

2) É um teste verbal, não escrito, projetados para medir sua capacidade de entender informações escritas e avaliar argumentos sobre essas informações. ( a entrevista )

3) É um teste que avalia a capacidade de compreensão do candidato através de desenhos. É uma questão muito comum em provas p/ empregos. Por exemplo: “Desenhe uma criança atrás de uma arvore” o que vc vai desenhar?? apenas uma árvore, já que a criança está atrás dela. Tem pessoas que não se ligam e desenham a criança. Muitas pessoas que passam em concursos vão fazer este tipo de teste e acabam sendo reprovados por falta de atenção. Passam na parte mais difícil e reprovam na mais fácil.