Lembro-me da quantidade de disquetes que eu tinha na década de 90 para armazenar imagens, fotos e músicas, veio o Zip drive, depois HDDs maiores e mais baratos, e hoje nós temos pen drivers, HDDs SSD, storages e um monte de alternativas baratas para armazenamento de arquivos. O ponto é a mobilidade, ter um arquivo armazenado em um lugar de fácil e rápido acesso é vital, e hoje a Internet permite isso graças as conexões de dados de alta velocidade e a grande densidade de dados que os HDDs modernos conseguem armazenar.

Vejo grandes empresas e profissionais que necessitam de muitos dados armazenados utilizando Storage as a Service, um serviço de armazenamento de arquivos providos por tecnologias by Cloud Computing, empresas como Amazon e RackSpace fornecem este tipo de serviço e por um excelente preço, então não se assuste quando eu falar para vocês que os meus 16 TB de arquivos e imagens estão disponíveis em algum lugar no cyber espaço. 🙂

É fácil listar os motivos pelos quais as pessoas e as empresas estão migrando de HDDs físicos para serviços providos pela Internet:

Custo x Benefício
Ter um dado acessível de qualquer lugar do mundo, basta ter acesso a Internet
Backup – você pode contratar um serviço de replicação de dados sem perda de performance e mais, você paga pelo que utiliza

A grande questão levantada por muitos é a segurança, como garantir que o dado que está armazenado na Internet está seguro dos predadores virtuais ? Sabemos que a implementação de criptografia não é mais uma alternativa tão seguro, há uma série de ferramentas capazes de quebrar senhas em poucos instantes, mais rápido ainda se utilizamos GPUs ou Cloud Computing. Pessoas e empresas que contratando este tipo de serviço, Storage as a Service, deverão se preocupar como o seu dado é armazenado e o quanto ele está seguro, isso não é só uma questão de confiança.

Agora, que o mercado de armazenamento de dados estão sofrendo uma revolução, isso ele está, vejam os notebooks e tablet, eles não vêm com 300 TBs de espaço em disco, mas sim o mínimo necessário para funcionar e acessar o conteúdo que está disponível na Internet, e na minha opinião é isso que vai acontecer, teremos computadores mais rápidos e potentes, mas com pouco espaço em disco.