Essa semana, um cliente solicitou a quantidade de requisições que os seus servidores DNS recebiam e suportavam, ai veio a pergunta: Como pegar estes dados ?

Uma das coisas mais simples e fáceis de instalar no mundo é um servidor DNS, no mundo Linux, é só fazer o download do pacote, configurar alguns arquivos, em no máximo 30 minutos você já tem um DNS funcionando, e em alguns casos, com segurança – depende do tipo de instalação e configuração, é claro.

Devido a simplicidade, serviços DNS não passam muitas informações, como por exemplo a informação solicitada pelo cliente. Mas para esse tipo de problema, existe o Dnstop, uma ferramenta para o mundo linux, totalmente free, simples de instalar, configurar e usar.

Vejam nas telas abaixo a quantidade de informações sobre um servidor DNS que o Dnstop consegue fornecer:

Aqueles que trabalham no suporte de servidores de DNS sabem que a quantidade de recursos de hardware, como memória, CPU e espaço em disco são muito pequenos para atender as necessidades de resolução de nomes. Para vocês terem ideia, um dos servidores de DNS que administro possui 1GB de RAM e um processador com 500MHZ, a máquina não utiliza nem 10% de processamento.

Esse é um dos principais motivos que digo para virtualizar servidores DNS, o segundo motivo é quanto a implementação de atualizações do BIND, versão de DNS server que utilizo na maioria dos casos, caso haja algum problema com um upgrade, eu simplesmente volto a máquina antiga.

Para fazer o download do Dnstop é só clicar no seguinte Link.