Foi divulgado recentemente que o e-commerce no Brasil faturou bilhões de reais neste ano de 2010 (R$ 15 bilhões) e a previsão é a de que essa cifra seja superada já no terceiro semestre de 2011. Como uma empresa consegue vender na Internet e com isso faturar milhões de reais por mês ou por ano? E a infra para suportar toda essa operação ? Centenas de pessoas trabalhando nisso ?

Sites de e-commerce ganham muuuuuito dinheiro, digo-lhes por experiência própria de quem já trabalhou no suporte de vários, um desses vendia em um único dia R$ 2 milhões e isso é graças a dois fatores:

  • A facilidade que uma pessoa de qualquer lugar do Brasil possui de comprar um produto sem sair de casa.
  • A confiança que o brasileiro começou a ter quanto a realização de operações de compra e venda de produtos pela Internet.

Mas ainda sim estamos longe dos números do e-commerce de países como os EUA, Japão ou Hong Kong, exemplo é a Amazon onde  o faturamento de um mês é equivalente ao faturamento de um trimestre da Americanas.com, isso porque além dos dois fatores acima citados há a facilidade de entrega de produtos vendidos via e-commerce, grandes sites americanos possuem forte parceria com empresas como a DHL, Fedex e UPS, empresas essas que são especialistas em realizarem suas entregas dentro do prazo e sem problemas, muito diferente dos Correios e Telégrafos.

Destaque para o rastreamento dos produtos praticamente minuto a minuto, é impressionante a velocidade, a logística e o controle que empresas como a Fedex possuem em relação aos itens que serão entregues, você pode resolver qualquer problema de entrega com um simples telefonema.

A tecnologia por trás do e-commerce brasileiro não deixa nada a desejar da tecnologia de outros países de primeiro mundo, a infraestrutura é a mesma, com servidores, aplicações e profissionais qualificados, o problema está nos impostos e custos, principalmente quando falamos de link Internet, e quanto menor o custo melhor será o preço do produto fornecido aos clientes.

Sendo um pouco mais técnico, os grandes portais de e-commerce brasileiros são montados baseados em duas linguagens de programação, JAVA ou Asp.NET, vamos focar em JAVA. Para você rodar uma aplicação JAVA você precisa de uma JVM – JAVA Virtual Machine, e no Brasil temos três servidores aplicacionais líderes:

  • WebLogic – Oracle / BEA
  • WebSphere – IBM
  • Jboss – RedHat

Um detalhe, o crescimento quanto a utilização do Jboss por grandes empresas está aumentando exponencialmente aqui no Braisl. Eu trabalho com Jboss há 4 anos e nunca vi um produto ser tão fácil e crescer tão rápido. O próximo post será como configurar um Jboss para uma operação de e-commerce, prometo.

Servidores aplicacionais possuem as mesmas características e funcionam da mesma forma. Datasource, JMS e afins do mundo JAVA são as mesmas coisas para o WebSphere, WebLogic e JBoss, o que difere algumas vezes é como configura-los ou instala-los. Um monto muito importante e que levará a decisão final de qual produto/servidor aplicacional que será utilizado em um ambiente é o custo da licença. Posso dizer que WebSphere e WebLogic possuem o licenciamento mais caro se compararmos com o Jboss.

Mas qual tecnologia um profissional que deseja trabalhar com servidores aplicacionais deve focar ?

Primeiro ele deverá focar em sistemas operacionais, redes, servidores Web – apache de preferência :) e JAVA, digo-lhes para focar nestas tecnologias pois subir um servidor aplicacional/JVM é bem fácil, o problema está no troubleshooting e muitas das vezes a solução não está na aplicação, mas sim em um switch ou parâmetro de um servidor.

Tecnologias como virtualização e cloud computing facilitam em muito quando falamos na administração e no gerenciamento de ambientes Web, acontece que não são todos os servidores aplicacionais que são homologados para rodar em ambientes virtualizados, exemplo disso é o WebLogic que não é homologado pela Oracle para rodar em ambiente VMware, o engraçado é que antes da compra da BEA pela Oracle havia uma versão de appliance do WebLogic criada especialmente para rodar no VMware, mas esse projeto foi cancelado :(.

Outro ponto importante que devo citar e lembra-los é que a virtualização gera uma perda de performance, falo de uma média de 15% se compararmos com servidores dedicados/físicos, é sempre bom levantar esse ponto pois vocês precisam colocar esses 15% na hora que for dimensionar um ambiente WEB.

O e-commerce no Brasil cresce mais de 10% por ano, isso porque cresce na mesma proporção a quantidade de novos usuários brasileiros que acessam a Internet, é um mercado que eu indico para o investimento de tempo e dinheiro.

E a segurança do e-commerce ? muitas empresas vêm investindo rios de dinheiro para assegurar as suas transações e não perderem a confiança de seus clientes e usuários, confiança no e-commerce é importantíssimo. A implementação de Web Application Firewalls tornou-se necessária devido as novas formas de ataque, DDoS Layer 7, Xss e outros, e o mercado de segurança para e-commerce cresceu e muito, existem empresas que contratam scan de vulnerabilidades de 3 em 3 meses, tudo para achar possíveis vulnerabilidades nas aplicações e na infra.

E-commerce no Brasil dá dinheiro para muita gente, menos para mim. heheeh