Essa foi a pergunta que eu fiz para diversos amigos e conhecidos, incluindo o Anchises.

Para minha supresa e felicidade, Anchises publicou um excelente post, e que como sempre, remete a necessidade de alguns dos meus comentários.

Vamos começar pelo que dará o que falar, H2HC.

Todo o ano o povo reclama da mesma coisa, a falta de organização.

Para vc’s terem ideia do que eu estou dizendo, euzinho já auxiliei na organização do evento, onde a produção de crachás e camisetas ficou por conta da minha equipe — deixa eu atualizar para o povo entender como foi que tudo aconteceu — eu pedi para a estagiária ligar para o fornecedor. O fornecedor passou o preço, eu paguei, repito, eu paguei. Depois o Balestra, fez o reembolso, tudo certinho até aí. Daí o fornecedor pediu um endereço para entrega. O frete ficou caro. Mandei o stag ir buscar. Ele trouxe as coisas para minha casa, já que a organização do evento, que sempre é uma zona, não tinha um para me passar. Recebi o material, coloquei-o no meu carro e fui eu entrega-lo Pronto, acho que ficou mais claro..

Simon, ajuda, por favor..

Voltando..

Tudo foi feito no prazo. Daí, eu chego no dia e no local do evento, e descubro que a grade de palestras não estava pronta, que tinha palestrante que não sabia quando e aonde apresentaria o seu paper e mais alguns outros problemas.

O fato é que isso não desmerece o evento. Ele é um clássico e já apresentou muito talk foda. Mas também tem que tomar um puxão de orelha.

E por fim, parem de colocar no staf do evento a molecada que se diz hacker e faz parte do M4YH3M BR4Z1L. Isso foi um puta impeditivo para diversas empresas patrocinarem o evento em duas edições . Nenhuma empresa séria vai querer ter o seu nome ou marca associada a eles.

Por fim.: Wifi para o público – gente, vc’s têm que manjar muito disso, muito mesmo, antes de liberaram para o público.

Eu disponibilizei este tipo de acesso à internet em um evento para 8.000 pessoas pq contratei os equipamentos corretos, tinha uma puta banda de internet (700mb/s) e sabia o que estava fazendo. Caso não seja assim , esqueça.

E como resumir o MindTheSecConferência O Outro Lado Security BSides São Paulo (Co0L BSidesSP) em uma imagem ?

Sobre o MindTheSec:

Gente, a Priscila Meyer (dá para não esquecerem que ela é sócia e organiza o evento também) e o Anderson trouxeram o Schneier. Gente, o Schneier.

Estudo números primos, curvas elipticas e p versus np há 1 década, e o cara, em poucos minutos, explica isso para qualquer boçal.

Sabiam que eu recebi um e-mail da organização do evento dizendo que sentiram saudades de mim ????

Claro, paguei e não fui. A tecnologia e o mailchimp funcionam que é uma beleza hein..

Nota: não posso perder a piada e dizer que tem “especialista de segurança” que ainda acredita que os EUA nunca quebraram algoritmos criptográficos. Dá vontade de comprar uma passagem, e só de ida, para Moscow e lhe apresentar Edward Snowden e seus fantásticos ppts versão office 97.

Voltando…

ainda sobre o Conferência O Outro Lado Security BSides São Paulo (Co0L BSidesSP).

O evento é gratuito, rola comes e bebes na faixa e ainda conta com o time do Garoa na organização.

Não poderia dizer isso aqui, mas direi – sorry QuiQui.. O BSideSP deste ano será Latam.

E para fechar, pq o post do Anchises dá uma panorama sobre os eventos de segurança melhor do que este aqui, 2015 não teve uma edição do Black Hat Brasil.

Bom, lendo o seguinte post já dá para entender que o evento é ruim e tendo ouvido o feedback da edição de 2014, já dá para saber que dificilmente ele retornará.

E para 2016, o que devemos esperar.. Bem, eu fecho com esta singela imagem…

Atualização:

Para mim, a comunidade de segurança brasileira se parece, e muito, com a imagem abaixo:

E os fundadores de alguns dos eventos de segurança estão pagando um mico com os seus comentários, dignos de …

Criança mimada. Desculpem-me, mas esse foi o melhor gif que encontrei para expressar isso… 🙂