Infelizmente, o Garoa Hacker Clube vem passando por sérios problemas, desentendimento e discussões entre seus membros e fundadores estão acarretando a perda de sócios e de bons projetos.

garoa

Conversei há algumas semanas com  pessoas que se desligaram do Garoa devido a existência de panelinhas e a não pluralização de suas atividades. Ex-membros reclamam do foco do clube no hardware hacking ou em atividades totalmente politizadas que não agregam valor para alguns, e nem mesmo conhecimento a causa hacker.

Não posso negar que quando fui membro do  conselho do garoa, eu assisti discussões que remetiam a idade medieval, onde havia reis, rainhas e imperadores, decidindo o que era melhor para o seu reinado. Valendo-se da velha desculpa da falta de foco, e da grande e extensa experiência sobre o que é e como deve funcionar um clube hacker, mesmo nunca ter tido montado um ou participando por um período maior que 2 anos. Mais uma das falhas do povo brasileiro.

O meu completo desligamento do Garoa começou após o incidente do quase linchamento de  uma ex-fundadora/membro na reunião de conselho. Mesmo sendo contrário as suas ideias e postura, não pude compactuar com os ataques e com o que foi dito contra ela, já que a mesma não poderia se proteger de tudo aquilo por não estar presente a reunião.

O mais engraçado e bizarro, ao meu ver, é que os amigos aproveitaram o momento para o ataque, e eu, o reacionário e inimigo dela, não o fiz. E é fácil de explicar essa minha atitude  pois Eu posso não concordar com vc, mas não é por isso que lhe atacarei pelas costas.

E a minha saída culminou depois que um ser (se eu posso chamar assim um indivíduo classificado como pato e que não aceita o próprio nome) depois de uma discussão, onde eu defendia que o Jobs, mesmo tendo sido um fdp com seus funcionários, não merecer  a comemoração de sua morte pelo  Stallman, ter me chamado de medíocre.

Tudo é válido pelo código livre e puxa-saquismo, não é ?!

Espero, e do fundo do meu coração, que os membros fundadores do Garoa parem com o egocentrismo, o narcisismo e a postura, um tanto que infanto-juvenil, de acharem que a fundação do Garoa foi algo, digamos, TOP PICA DAS GALÁXIAS, já que saiu na Folha e no Estadão.

Lembrei de uma frase, dita em uma reunião do conselho, e essa, vale ser citada devido a total falta de noção. Foi a seguinte “A
CPBR número tal teria sido um lixo sem a participação do garoa”. A pessoa que disse isso esqueceu que a Campus-Party é um evento que lucra, desde da sua quarta edição, R$ 20 milhões, e sem a ajuda deles, é claro.

Baixa a bola galera….

P.S.: não visitei a nova sede e nem participo da lista de discussão do garoa, onde espero que ambas tenham melhorado.

P.S.S.: O texto sofreu uma pequena revisão.