Que a Google é uma gigante, todo mundo já sabe, mas que 6.4% de todo o tráfego internet do mundo passa por sua rede, essa ninguém esperava. Os 110 maiores provedores de Internet em todo mundo acabaram de consolidar o gráfico abaixo que demonstra esse dado:

Esse número pode aumentar ainda mais se colocarmos na conta a quantidade de tráfego Internet que é “tunado” pelo Google Global Cache (GGC) chegando entre 8% e até mesmo 12%. Analista de Redes e administradores de sistemas avaliam que o Google Global Cache é o maior cluster de servidores do mundo, dedicado para o cache da Internet, sem ele, as pesquisas no Google não seriam tão rápidas.

70% do tráfego de troca de dados entre os grandes provedores de Internet passa pelo Google, tá bom ou quer mais ?!

Para suportar todo esse tráfego de redes não é difícil de imaginar a incrível infraestrutura montada com milhares de servidores, roteadores e switches. No Brasil, temos o Uol como a maior empresa de peering(troca de tráfego entre provedores) da América Latina, mas anos luz distantes de uma Google.

Imaginem a quantidade de datacenters da Google espelhados pelo mundo para suportar tantos servidores. E olha que com todo esse poder de folga, a Google de vez em quando capota.

Eu há pouco fiz uma conta de padaria com alguns dos melhores equipamentos de redes do mercado, tanto da Cisco como da Juniper, preocupando-me com o throughput, e a conta não bateu :(.

fonte: arbornetworks