Google Cloud Compute Engine Instance é o concorrente da Amazon AWS, o serviço de cloud computing mais utilizado do mundo.

Depois de um rápido cadastro via console do próprio produto, e a sua confirmação, via sms e email, pude acessar o serviço e tirar as minhas primeiras conclusões – simples, objetivo e funcional – é disso que precisamos quando começamos a utilizar a nuvem e é isso que o Google Cloud Compute Egine nos trás.

De cara, podemos perceber que a console contem o básico do básico. Os serviços primários quando o assunto é IaaS – infraestrutura como serviço.

Screen Shot 2013-09-24 at 11.50.56 PM

Valores das instâncias, serviços disponíveis e zonas estão disponíveis no seguinte site. Uma passada rápida de olho, e comparação de preços, conclui que o serviço de instâncias na nuvem fornecidos pela google é mais barato se comparado com o mesmo ofertado pela Amazon AWS.

Vejam a limitação das imagens/S.O.s disponíveis para as vms, máquinas virtuais, abaixo:

Screen Shot 2013-09-24 at 11.54.32 PM

Um ponto fraco é a faq do site/portal. Ele não esclarece uma série de dúvidas quanto a cobrança de I/O e problemas com ataques DDoS. Uma dor de cabeça para aqueles que possuem portais visados por crackers.

A documentação disponibilizada até o momento para desenvolvedores e administradores atende, e bem, as necessidades básicas para utilização de seus recursos.

Estou fuçando um pouco mais no site da google e da ferramenta para ter base para o treinamento focado em Arquitetura na Nuvem, o qual iniciará na próxima semana. Mais informações no site da 4bios – queira ou não queira, a google lançou mais uma variável interessante no horizonte daqueles que trabalham com cloud.