A disputa por segurança na internet está aumentado cada vez mais entre os EUA e a China. Primeiro foi o governo dos EUA acusando oficialmente um grupo de hackers chineses, 5 no total, e participantes do conhecido Unit 61398 de atacarem diversas empresas norte-americana. Eles tinham como objetivo o roubo de informações de pesquisas e programas de desenvolvimento de novas tecnologias, praticamente tudo que tinha haver com energia.

Foram divulgadas fotos dos suspeitos, logo abaixo, e um alerta quanto a procura deles pelo mundo também foi efetuado. Acontece que os 5 trabalham para o governo chinês e moram na China. Como o Batman não existe para ir buscá-los, nenhum juiz americano os verá cara a cara.

E a novidade foi que a semana passada, o governo dos EUA informou que negará visto para qualquer chinês que deseje participar, neste ano, dos eventos DefCon e BlackHat, ambos nos EUA. Quem trabalha com segurança corporativa sabe que essa tarefa não é uma das mais simples, mesmo para a grande águia careca.

Muitos especialistas de segurança da informação, via twitter, vêm reclamando desta atitude.

Vamos continuar acompanhando as notícias e as novidades deste bloqueio por aqui.