Muitas empresas de missão crítica implementarão links redundantes em sua infraestrutura para garantir a continuidade de suas operações, sejam por links de mesma velocidade mas de tecnologias diferentes, um link backup de baixa velocidade, mas que só será utilizado em caso de desastre, além de outras formas.

Porém você só saberá se o link atenderá as suas necessidades no momento que for utiliza-lo, por este motivo é interessante ter em mente alguns pontos:

  • Verifique se o last mile, última milha ou conexão é provido por diferentes operadoras, já que em vários casos somente uma operadora consegue chegar em deterimado ponto da cidade ou do estado, mas ela revende a sua conexão para outras.
  • O protocolo de roteamento adotado na infraestrutura para atender esse ambiente deverá ser testado, uma coisa que sempre fiz foi nunca deixar o link de backup sem utilização, deixe passando algum tráfego nele, o menos importante assim você consegue testar a sua eficiência e monitora-lo.
  • A monitoração é um ponto importante, dependendo do link além das monitorações tradicionais, será necessário a monitoração do tráfego, garantindo assim a funcionalidade de link. Um simples ping entre os roteadores das extremidades pode garantir que o link esteja funcionando e trafegando dados.
  • O SLA contratado junto as operadoras deverá ser o mais agressivo possível, 99,9% na maioria dos casos, tomem cuidado nas ofertas de você compra 1 link de 5Mb e leva dois, isso não lhe adiantará de nada caso o last mile caia.
  • Multas back-to-back onde em caso de interrupções que durem grandes períodos de tempo ou em horário de pico de suas operações podem garantir o não pagamento da próxima fatura de sua operadora.

A preocupação com links redundantes e velocidade é uma das prioridades dos grandes datacenters e empresas que prestação serviços de hosting no Brasil e nos EUA. Vejam que a SoftLayer acabou de implementar uma nova infraestrutura de redes que amplia a sua velocidade de conexão de 300Gbps para 1.000Gbps.

Mapa de Datacenter e conexões da SoftLayer