Fiquei impressionado em saber por diversos amigos sobre a quantidade de vagas de emprego em aberto que empresas de TI possuem no início deste segundo semestre, e mais, 90% destas vagas não foram anunciadas em nenhum site de empregos. O fato é que rola ainda muito Q.I. (quem indica), mas do lado positivo. As empresas buscam referências pessoais e profissionais a respeito de um candidato.

Eu particularmente não sei se isso é feito para encurtar o processo seletivo ou por medo pela possibilidade de contratar alguém que possua um excelente currículo, mas na hora do trabalho, a pessoa não saiba nem o que está fazendo. Eu aprendi, nestes quase 16 anos de profissão, que tem gente especializada em fazer um currículo que impressiona.

Há dezenas de vagas nas maiores multinacionais de outsourcing do país e estas empresas não estão conseguindo achar bons profissionais. O mercado de TI em SP está aquecido e não é só oferecer um bom salário para que um profissional mude de emprego. Vejam o caso de algumas operadoras de telefonia que vêm sofrendo com a debandada de profissionais altamente especializados devido há má condições de trabalho, recebendo a rotulação de worst place to work – o pior lugar para se trabalhar.  Elas estão com dificuldade de reter profissionais e de até mesmo contratar.

Um recado para galera que está começando na área: Aceitem um trabalho, ele será temporário e lhes dará 3 coisas importantes: Dinheiro, Experiência e Conhecimento. O momento que o mercado de TI brasileiro está passando é excelente, especialmente o de SP para aqueles que estão começando a carreira, nunca se viu um profissional escolher emprego na nossa área como vem acontecendo hoje em dia.

Já estava esquecendo de mencionar, é fundamental que um profissional de TI fale inglês para que ele consiga um bom emprego. Vi diversos casos em que excelentes profissionais perderam um oportunidade de ouro por não falar inglês. A copa e os jogos olímpicos estão chegando, estudem.