Manual para ciberguerra essa foi a tradução dada ao The Tallinn Manual on the International Law Applicable to Cyber Warfare,  que recebeu este nome em homenagem à capital da Estônia, onde foi montado. Ele foi desenvolvido a pedido do Centro de Excelência em Defesa Cibernética Colaborativa da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e aplica regras de comportamento em campos de batalha reais à internet.

O professor de direito internacional da Universidade de Westminster em Londres, Inglaterra, Marco Roscini, afirma que o manual é o primeiro do tipo que visa demonstrar como as leis de guerra, algumas datadas do século XIX, são flexíveis o suficiente para acomodar as novas realidades do conflito digital

Matéria completa: http://canaltech.com.br/noticia/seguranca/Manual-de-ciberguerra-ele-existe-e-estabelece-regras-para-ataques-virtuais/#ixzz2Up3X2Suw 

Fiquei curioso e fui atrás do tal manual. Acabei encontrando o seguinte link que dá acesso a leitura das primeiras 40 páginas.

Pelo que pude ler este material é um conjunto de regras, 95 no total, para serem aplicadas no caso de ciberguerras. Mas a pergunta que faço é a seguinte – como saber se a regra x pode ou não ser aplicada para uma determinada situação ?

Mais informações sobre o livro poderão ser vistas no seguinte link.