Fiquei impressionado pela análise feita pelo meu sobrinho de 15 anos que culminou na escolha de estudos em TI focados em JAVA. Utilizando o Google ele verificou que grande parte dos projetos corporativos e plataformas rodam em JAVA e  espantou-se com as últimas grandes aquisições que a Oracle fez há dois anos (aquisição da BEA, líder na venda de servidores aplicacionais JAVA e depois da SUN, criadora do JAVA) – wikipédia é fantástico.

Seu próximo passo foi analisar como está o mercado de empregos em TI, acessou os sites apinfo.com e Catho, constatou a grande procura por profissionais desenvolvedores JAVA.

Faltava saber sobre os salários, na capital de São Paulo, em média um desenvolvedor JAVA júnior recebe R$ 2.500,00, o pleno R$ 4.000,00, podendo chegar a R$ 15.000,00 no casos de arquitetos JAVA com grande experiência e uma série de certificações.

Munido destas informações ele foi à procura de cursos especializados na cidade de SP, os primeiras que encontrou foram a Caelum e a GlobalCode, excelentes por sinal, mas ele se deparou com um problema, o alto custo/investimento dos cursos JAVA, não é qualquer pessoa que pode desembolsar mais R$ 1.000,00, valor médio a ser pago pelo curso básico de desenvolvimento JAVA.

Paguei um curso introdutório para o meu sobrinho, JAVA e Programação Orientada a Objetos, quero ver como ele se sairá neste primeiro.

Gostaria de ver grandes empresas de treinamentos firmando parcerias com escolas técnicas e de segundo grau para proverem cursos de TI, focados em programação/desenvolvimento com preços acessíveis para que jovens pudessem ter o quanto antes contato com essas tecnologias, incentivos fiscais poderiam ser dados por prefeitos e governadores, isso já ocorre com empresas de TI,que ganham redução de ISS.

Muitos dizem que JAVA poderá morrer em 5 ou 10 anos, eu discordo, vejo no meu dia-a-dia grandes empresas gastando milhões de reais em projetos para a criação de novos sistemas e plataformas, todos eles baseados em JAVA. Projetos baseados em SOA estão na crista da onda nas grandes empresas, neste momento eu estou diretamente envolvido em 3, com duração prevista de 1 ano para cada um deles e todos utilizam JAVA como linguagem de programação.

Se você ainda está na dúvida quanto à estudar JAVA ou outra linguagem de programação aí vai o meu conselho: Estude JAVA, consiga um emprego, depois comece a estudar outra linguagem de programação, tudo ficará mais fácil com dinheiro no bolso 🙂