Neutralidade da Internet – FCC vs Empresas de Telecon Americanas, Fight!

por em 22/12/10 às 10:45 pm

A votação foi acirrada quanto a nova regulamentação da Neutralidade da Internet nos EUA, 3 x 2. O texto completo com todos os pontos do que é e do que não é permitido escrito pelo FCC não saiu ainda, mas algumas operadoras já colocaram as suas mangas de fora. O mercado de Telecon dos EUA está ansioso pelo texto para saber se poderá se aproveitar da sua extensa malha de dados e usuários.

Muitos analistas dizem que a FCC dará um jeito na zona que estava rolando, veremos.

A Verizon e a Google tinham apresentado uma proposta de neutralidade que não foi bem aceita pelo mercado, ela neutralizava uma parte da rede, a de dados via cabo e controlava totalmente a via wireless.

O mercado americano é controlado por grandes empresas há décadas, mas desde o surgimento da Internet muitos acreditam na neutralidade, porém as grandes empresas de Telecom utilizam a sua malha de dados para promover seus produtos e parceiros, degradando o acesso a empresas e produtos concorrentes. Tem também o caso de bloquear totalmente o tráfego de seus usuários as redes indesejadas, P2P e streaming, e isso foi a gota d””água para muitos americanos. A operadora Comcast havia declarado que faz o uso de equipamentos de rede para o controle da banda de seus usuários e quando detectada uma rede P2P, ela reduz automaticamente a velocidade de conexão, parece uma velha história do que acontece aqui no Brasil.

É fácil entender essa atitude das operadoras em controlar redes P2P e streaming, quem aqui trabalha no suporte de redes em uma empresa e algum usuário ligou um utorrent ou emule, isso sem falar em ouvir rádios online ou assistir um jogo de futebol ? A rede simplesmente fica lenta, muito lenta. Eu lembro que na Copa do Mundo era praticamente impossível trabalhar nos primeiros jogos da seleção brasileira, até que fomos obrigados a bloquear uma série de sites relacionados ao streaming dos jogos.

Se uma empresa tem problemas, imaginem então uma operadora?

Porém, operadoras possuem muito dinheiro e uma banda de Internet quase infinita, então por que bloquear ou controlar o acesso de seus usuários ? A resposta é lucro, se eu controlo a velocidade de acesso de um usuário e o que ele está baixando, eu posso criar tarifas mais caras para os heavy users. Várias operadores brasileiras utilizam dessa prática, uma simples cópia da prática americana.

As operadoras e grandes empresas de TI utilizam equipamentos de redes que controlam protocolos da Camada de Aplicação e Rede, tendo assim a capacidade de dizer qual protocolo ou ip possui prioridade no tráfego ou não. As empresas que mais oferecem esse tipo de equipamento são a Packeteer e a  Bluecoat. Eu já trabalhei com os equipamentos da primeira empresa e posso afirmar que são eficientes.

Veremos as cenas dos próximos capítulos.

P.S.: estive lendo que a Google está querendo vender links Internet, para quem não sabe, o maior custo de uma empresa como a Google está na contratação de Links, correto?, se ela possui cabeamento e links próprios, ela aumentará o seu lucro. :)

Bad Behavior has blocked 26681 access attempts in the last 7 days.