Fiquei triste ao saber que Alberto Fabiano, um dos maiores entusiastas do Garoa Hacker Clube  veio a falecer. Alberto era um daqueles profissionais tidos como ímpares, e por muitos, um gênio.

Suas respostas em threads de discussão de fóruns focados em segurança se tornavam clássicas em poucas rolagens de mouse, isso porque ele respondia com histórias técnicas de sua vida profissional e com muito conhecimento.

Aberto, o gênio de braços para ao ar..

Eu o admirava por ser uma pessoa que poderia ficar horas e horas conversando com você sobre diversos assuntos. Quem não lembra das frases “mas isso não faz o menor sentido”ou “o pior é que você tem razão” com aquela puxada de sobrancelha.

Assumo que já discuti e fiquei irritado com a postura de diversos profissionais de segurança da informação no Brasil, mas, por incrível que pareça, nunca com o Alberto. Isso porque cariocas teimam em dizer que possuem uma característica herdada de seus antepassados denominada “o santo bateu com o de fulano”.Acho que todos do Garoa eram cariocas então, para dizer a verdade, todos da comunidade de ti eram cariocas.

Alberto não lhe explicava algo sobre ti, ele ministrava uma aula. Explicando-lhe por menores. Passando informações que nem mesmo você imaginava existirem.

Não posso dizer que o mundo perdeu um gênio, mas posso dizer uma coisa, que para mim é a mais importante, que eu perdi um amigo.

Alberto Fabiano – um hacker que tinha um objetivo, que para muitos neste país é considerado uma falha grave, disseminar conhecimento.