Há 6 meses, vários provedores de Internet em todo o mundo identificaram que uma grande quantidade de tráfego de dados havia sido direcionado para os servidores hospedados na China, mas isso sem motivo ou configuração aparente, um verdadeiro mistério. Esse mistério começou no dia 24 de Março, quando analistas de redes espalhados por datacenters em todo o mundo perceberam que o tráfego de sites populares como Facebook, Twitter, YouTube foi direcionado para servidores na China.

A única ação tomada após este incidente foi o desligamento do servidor DNS Raíz hospedado na China.

Devido ao redirecionamento nos sites aqui citados, vários usuários de todo o mundo que tentavam acessá-los sofreram do mesmo controle de conteúdo que a população Chinesa.

Outro incidente, em 8 de Abril ocorreu, mas neste caso, 37.000 roteadores tiveram o seu roteamento redirecionado para a China por um período de 17 minutos. Estes 37.000 roteadores representam cerca de 10% de todas as vias de comunicação utilizados pelos computadores no mundo para acesso Internet. Este episódio foi classificado como um sequestro. Rotas, dados e até mesmo arquivos criptografados foram capturados pelos chineses durante 17 minutos.

As empresas mais afetadas em ambos os casos foram a Google, Microsoft, Yahoo e outras grandes, incluindo até mesmo órgãos governamentais dos EUA.

Alguns analistas acreditam que o que ocorreu no segundo casso, o redirecionamento do tráfego Internet de 37.000 foi um acidente, pois a France Telecom cometeu esse mesmo erro há 10 anos. Soube por um leitor do blog, @jprimavesi, que a CTBC cometeu o mesmo tipo de erro, aqui no Brasil.

Quando falamos da China, eu não duvido de nada, a China possui todos os recursos necessários para a execução destes tipos de ataques: Dinheiro, Conhecimento Técnico e Paciência.

fonte: cnet