Deprimente, revoltante, insano, essas são as palavras que eu encontro para descrever o que está acontecendo na minha cidade Natal, Rio de Janeiro, a Cidade da Bala. Como é que alguém em sã consciência acho que há segurança no Rio de Janeiro para uma Copa do Mundo, Filme ou Olimpíadas !?

Quem manda na cidade são os traficantes, fazem o que querem, matam quem quiser, derrubam o que querem. O governador e o prefeito falam de polícia, que polícia?, aquela que ganha R$ 500.00 por mês, um traficante de 14 naos consegue pagar um policial com o movimento de meia hora em uma boca de fumo pequena. Como o policial irá arriscar a sua vida, sua família ou seu futuro por um salário de R$ 500,00?!, amor a polícia, a cidade, humm difícil avaliar isso, e eu não acredito nisso.

Ouvir que é bandido fardado versus traficante já é demais, existem bons polícias, corretos, que acreditam em uma cidade limpa, mas como ir para uma guerra por tão pouco ? O governo americano quando manda um soldado para guerra garante ao menos parte do sustento da família.  E o governo do Rio de Janeiro, faz isso pelo menos ?

Como sempre, resta aos nossos governantes solicitarem ajuda aos militares, uma organização quase falida devido as atrocidades cometidas na ditadura militar. Mas colocar um soldado de família e comunidade humilde para invadir uma favela, isso está certo ?

Muitos dizem que sim, não são eles que irão confrontar um traficante que possui um armamento moderno, incluindo bazucas, armas anti-aéreas e animais só vistos em circos para se defender.

Hipócrita na minha opinião é o cara que é a favor da legalização das drogas, olha ai o resultado, sem legalização é pior que a faixa de Gaza, imaginem com ela.

O problema está na educação, no roubo, na urbanização desorganizada, no filmes que demonstram a violência? Não, o problema está na sociedade, onde tudo passa em frente dos olhos, mas o povo se finge de cego. É legal se drogar, é legal ficar doidão, mas não é legal ter uma cidade invadida pela desordem, qualquer um podendo tomar um tiro e morrer. Outra coisa, colocar o exército na favela não vai resolver nada, será uma coisa temporária, mas e depois, o que fazer com os bandidos presos? colocá-los nos presídios super lotados ? Os presídios brasileiros são faculdades que formam mestres e doutores do crime, isso mesmo. Entre lá e você aprenderá como montar uma organização internacional do crime.

Todo mundo diz que celular é item de necessidade para a população, para o presidiário também.

Os nossos governantes estão mais preocupados com verbas, dinheiro para a copa do mundo, olimpíadas e propaganda. Que o povo se lixe.

Esse é um manifesto de um carioca que mora em São Paulo e se tivesse o poder de voltar ao tempo, daria um cérebro a cada governante no momento da criação.