A segurança de TI em uma instituição financeira é uma, e se não, a área mais crítica da empresa já que um descuido ou ataque bem sucedido aos seus sistema pode gerar um prejuízo de milhões de reais, e pior, um prejuízo para a imagem da própria instituição, imagem a frase: “Não coloco o meu dinheiro naquele banco pois ele sempre tem problemas com hackers”.

Esta frase em mais de 90% dos casos é dita por uma pessoa que não possui conhecimentos em segurança da informação e não sabe que um banco recebe milhares de ataques em seus servidores em um único dia, sem falar nos ataques de phishing, ataques esses voltados aos seus correntistas.

Exemplo disso é o relatório feito pelo Kaspersky Lab, onde ele aponta os maiores alvos de phishing do mundo, vejam se vc`s encontram um nome conhecido do mercado brasileiro.

O principal vilão do phising é o email, neste caso o SPAM onde ele é responsável por mais de 80% de todo o tráfego mundial de email, olhe o gráfico abaixo:

Os governos dos EUA e da Europa vêm trabalhando na aplicação de multas e prisões aos principais spamers do mundo, já que eles são um dos maiores responsáveis pela criação e propagação de SPAM no mundo.

Os emails também são os grandes responsáveis mundiais pela infecções por uma série  de vírus. Os gráfico abaixo apresenta os 10 vírus mais mais trafegados por email nos primeiros 4 meses de 2010.

Um fato relevante é que a quantidade de emails com SAPM e phishing dobram a cada ano, várias pessoas sofrem esse tipo de ataque e os bancos, que sofreram uma série de processos por causa do desvio de dinheiro ou falta de segurança em suas operações, têm investindo milhões de reais em segurança da informação, para os seus sistemas e seus clientes.

Outro detalhe, quanto mais propaganda realizada quanto ao produto ou serviço de um determinado banco ou instituição financeira, mais ela sofrerá com ataques e problemas com segurança, isso é fato devido a sua exposição.

fontes: CNET, securelist