Lendo o post do blog brainwork, fiquei com uma dúvida quanto arquitetura de ambientes virtuais utilizando máquinas com dois processadores físicos, sejam eles com clocks elevados, mas com 384GB de memória RAM, como é o caso do Cisco UCS, conforme foto abaixo:

Fica intrigado pois trabalho no suporte de grandes ambientes virtuais, com clusters VMware com mais de 20 máquinas físicas, onde cada máquina possui no mínimo 64 GB de memória RAM,  já que possuímos máquinas virtuais com 16GB de memória alocadas devido as mesmas suportarem ambientes WEB/Jboss, necessitando assim de JVMs com mais de 2GB cada. Ambientes 64Bits, é claro.

O limitador para este ambiente não está na memória e sim na quantidade de processadores.

Pergunto-lhes: O que adianta você possuir um servidor com 384GB de memória RAM, mas se o mesmo suporta até 2 processadores físicos ?

A resposta irá depender da arquitetura planejada para o seu ambiente virtual e que será suportada por este ou estes servidores físicos. O gargalo de processamento pode ser um fato se você não planejar e distribuir o seu ambiente virtual de forma correta pelos seus servidores físicos.

A IBM lançou um modelo de servidor e já comentado aqui neste blog, com 512GB de memória RAM, mas com 4 processadores com 8-core cada um. Uma excelente solução para um ambiente virtual, claro que se o seu projeto tiver muuuuito dinheiro pra investir.

Esse tipo de solução de hardware, com mais memória ram é ideal para virtualziação de grandes ambientes e que necessitam de alta performance, como SAP e bancos de dados.

Vale lembrar que a Oracle não homologa os seus produtos para solução de virtualização da VMware ou da Citrix.