Enquanto a nova versão do blog não entra no ar, continuo fazendo a resenha de livros que tive o prazer, e em poucos casos o desprazer, de ler.

Desta vez falarei a respeito do Caixa de Ferramentas DevOps, livro este publicado pela editora, caso possamos chamá-la assim, casa do código. Um spin-off  da Caelum, conhecida escolha de cursos de programação, muitos deles focados no mundo JAVA e que recomendo – já fui aluno deles.

 

 

Caso vc’s tenham curiosidade, o sumário do livro poderá ser consultado a partir do seguinte link.

Para começo de conversa – devops é um nome moderno para administrador de sistema linux, definição esta que existe há mais de 1 década. Eu já fui um e tinha que programar em uma série de linguagens, além de dar suporte em redes e ao time de desenvolvimento. Então que raios que nego inventou que isso é um novo tipo de profissão ou vaga….?!?!?!

Voltando a falar sobre o livro..

Gleicon Moraes, o autor, é conhecido da galera, já palestrou em uma série de eventos, mas isso não é motivo para o livro possuir quase 2 páginas falando a respeito dele.

Gente, o povo compra o livro por causa do seu conteúdo e não por causa do autor, principalmente quando o assunto é técnico. Não estamos falando de Senhor dos Anéis e muito menos de Harry Potter..

Ponto mega blaster ultra motivo – o livro possui um github que serve como repositório dos scripts e códigos publicados pelo autor e um fórum, para que os leitores possam colocar as suas ideias em prática.

Em 176 páginas, o autor de Caixa de Ferramentas DevOps acerta logo no início de sua obra ao possibilitar ao leitor a instalação e criação de um ambiente nos mais diferentes tipos de sistemas operacionais. Além disso, ele indica soluções baratas para de uma plataforma de testes linux em cloud, utilizando o nosso velho e conhecido digital ocean.

Porém, ele peca, e feio, ao não detalhar importantes parametrizações no linux, principalmente no que tange segurança e ganho de performance, além de não correlacionar capítulos ou temas, ponto que diferencia um simples devops de um arquiteto de soluções.

Nota: notei que o não correlacionamento de capítulos e temas nos livros publicados por autores técnicos brasileiros é costumeiro. Será isso reflexo da nossa má educação e/ou falta de leitora de livros importados ?

Os 3 capítulos onde o autor tenta explicar e demonstrar análise de performance, utilizando ferramentas e fazendo testes com aplicações conhecidas também carece de mais explicações técnicas.  Porém, devo confessor que me impressionou o fato dele ter indicado, que para mim é a bíblica da performance linux, o livro de Brendan Gregg, Systems Performance: Enterprise and the Cloud.

Conclusão

O livro é na verdade um guide de como montar, instalação e configurar algumas ferramentas que auxiliarão jovens profissionais a domar arte quanto a administração de ambientes linux, seja utilizando virtualização ou não, e é claro, com programação – ponto último esse que poderia ter sido mais enriquecido de detalhes e dicas.

Vale a pena comprar o livro ?

Caso você esteja começando na área e deseje um bom guide ou livro de referência, sim, o Caixa de Ferramentas DevOps é recomendado e na versão online, pois sai bem mais barato que a impressa.

Para mim, faltou no livro dizer que ele é destinado ao público com conhecimento x, y ou z. Este livro preciso possuir este tipo de informação.