Tenho visto cada vez mais roteadores sendo utilizados como firewalls em uma série de clientes e empresas que venho trabalhando, isso devido a um erro de projeto ou na implementação de um servidor, rede ou aplicação.

Os roteadores atuais possuem uma série de novas funcionalidades que aumentam em muito a sua performance, capacidade de roteamento, QOS e segurança, mas não é porque um roteador tem a capacidade de analisar de melhor forma pacotes da camada 3 – rede e em alguns caso camada 4 – transporte, que ele pode substituir um firewall. Essa substituição gera overhead nos roteadores e problemas de administração destes equipamentos e ambientes.

Tomem cuidado com projetos com soluções paliativas, essas soluções podem durar mais tempo que o previsto e gerar problemas no seu ambiente ou do seu cliente.