Muitos jovens se encontram frente ao mesmo dilema no momento da sua graduação em TI:  Terminei a Faculdade, e agora ? Faço um mestrado, pós ou MBA ? A resposta dependerá do que você deseja para a sua carreira.

Aqueles que pensam em fazer um mestrado devem ter em mente que o seu maior benefício será a possibilidade de ministrar aulas em universidades tanto públicas quanto particulares, mas hoje o mercado universitário brasileiro está com um problema, a saturação de mestres e doutores nos quadros de funcionários.

O MEC obriga que as universidades tenham um número “x” de mestres e doutores, para a grande maioria das universidades esse número já foi atingido há 4 anos, mas e o resto dos mestres e doutores que estão se  formando ? Eles conseguirão vagas como professores ? Sim, nos casos de fim do período letivo onde as universidades dispensam professores por n motivos ou no caso da abertura de novos campus e em concursos públicos.

Muitos que leêm este post dirão que a Google contrata mestres e doutores, e é verdade, mas quantos se formam anualmente e quantos a Google contrata ?! Conheço uma boa quantidade de profissionais  que optaram pela vida acadêmica e ficaram quase 2 décadas na universidade tendo como resultado o pós-doutorado.

Diploma na mão direita, currículo de meia página como experiência na mão esquerda e vamos para o mercado. Infelizmente receberão um não como resposta de centenas de empresas e isso não acontece só no Brasil. Uma reportagem veiculada há pouco tempo na revista New Yorker apresentou um grave problema que está afetando muitas famílias americanas, seus filhos e filhas na faixa dos 30, super qualificados mas sem experiência no mercado, resultado … voltaram a morar com os pais.

As empresas de TI, na sua grande maioria, pararam de se preocupar com a formação do profissional, principalmente as empresas de outsourcing, elas querem saber duas coisas sobre você:

você sabe resolver o problema do cliente de forma rápida e satisfatória ? você é barato ?

Por que empresas de prestação de serviços em TI devem contratar um profissional com doutorado ou mestrado para dar suporta em servidores windows, linux e firewall ? É isso que donos de empresas, diretores e gerentes falam para o RH. Já vi empresas de TI que o RH passou a atuar na simples contratação um profissional, cuidando só da papelada. O RH não faz a seleção já que não possui conhecimento técnico para avaliar se um determinado candidato possui ou não o conhecimento técnico necessário para aquela vaga, o candidato aprovado é direcionado ao RH para entrega de documentação e exame médico.

Conheço, outrossim,  analistas plenos que ganham mais que profissionais que possuem mestrado e até mesmo doutorado. Possuir um título acadêmico em TI virou um desejo pessoal  e não garantia de altos salários.

Pós-graduações e MBA`s viraram itens de prateleira no Brasil, chegando ao cúmulo de serem utilizados como barganha por empresas para que um funcionário seja retido por um período de 3 anos. Cargos de gerência e direção ainda possuem como pré-requisitos uma pós-graduação ou MBA, porém trabalhamos com TI e sabemos a proporção de analistas para gerentes e diretores.

Não é um simples título que irá lhe capacitar para um cargo desses, mas tem um outro ponto, já conheci uma série de profissionais que mudaram de área de atuação em TI depois de terem feito uma pós. É o conjunto da experiência em um curso que abre outros horizontes.

Sei que a decisão é difícil, mas a dica que eu dou é a seguinte:

Pese os prós e contras de cada curso, considere o investimento pessoal e financeiro a longo prazo, isso fará toda a diferença.