Semana passada, eu estava explicando para alguns amigos como um cara nerd, que trabalha com TI e fã de star trek deve abordar uma mina na balada. Não mencionar nenhuma das coisas anteriores para ela, nem mesmo quando vc estiver na quarta saída e ela saber de có a posição que vc mais gosta na cama.

Simples assim.

Somos nerds. Gostamos de coisas tecnológicas, onde 10% da população finge entender, 1% finge gostar, e a mulherada bonita e maravilhosa é escassa nestes números. Deu para entender ?!

Virou moda usar camiseta nerd, falar sobre facebook, twitter e tantas outras coisinhas como iphone. Mas não pode discutir se uma classe java é serializada ou não, muito menos falar que é um hacker na frente da menina, isso assusta. Ela pensará que você descobrirá todo o passado obscuro. Ressacas morais e caras toscos com quem ela ficou.

Pior, vai roubar a senha do twitter e facebook dela, descubrindo assim a coisa mais secreta do que o dia da primeira menstrução ou transa. As mensagens trocadas entre as amigas.

Então, molecada, nada de dizer que é um mago da programação ou um super hacker, capaz de invadir a Nasa. A mina vai fugir de você e nem dará tempo de transformar decimal para binário.

Como sempre digo – Seja ignorante, mas não seja burro. Seja inteligente, mas não seja arrogante. E seja um nerd, mas não um Sheldon.