Fiz uma série com três artigos demonstrando um projeto de virtualização de um ambiente legado(pré-existente) utilizando tecnologia Cisco e VMware.

Primeiro vamos apresentar o desenho topológico da rede deste projeto:

O desenho topológico da rede e os produtos aqui apresentados foram escolhidos pelos seguintes motivos:

  • A Cisco possui total integração de seus produtos e equipamentos com as soluções de virtualização da VMWare, solução essa escolhida na implementação de virtualização dos servidores em questão.
  • Tanto a comunicação entre os equipamentos Cisco 7606, switches Cisco Nexus 5000 / 2000 e Servidores virtualizados será feita via FCoE 10Gbps.
  • Comunicação com a rede legada, tendo assim a capacidade de planejar com calma a migração em partes da mesma.

Foi escolhido a linha Cisco 7606 como roteadores de borda pelos seguintes motivos:

  • Suporte Full BGP
  • Equipamento modular que possibilita a instalação de diversos módulos como o Cisco FWSM, módulo de portas 10Gbps.
  • Compatibilidade com Netflow para a monitoração de todo o tráfego de rede.
  • Virtualização, graças a sua capacidade na criação de contextos de roteadores para cada ambiente.
  • Compatibilidade com tecnologia FCoE.
Cisco 7606

Os roteadores Cisco 7606 são considerados pela Cisco equipamentos de Core, já que a Cisco divide os seus equipamentos em camadas hierárquicas.

O modelo hierárquico da Cisco pode ajudá-lo a projetar, implementar e manter um escalável, confiável e de custo eficaz de redes hierárquicas.

As três camadas hierárquicas da Cisco são:

A camada Core ou Backbone

A camada Core é literalmente o backbone da Internet. No topo da hierarquia, a camada Core é responsável pelo transporte de grandes quantidades de tráfego, de forma confiável e rápida. A única finalidade da camada de rede Core é mudar o tráfego mais rápido possível. O tráfego transportado através da camada de Core é comum à maioria dos usuários. No entanto, lembre-se que os dados do usuário são processados na camada de distribuição, que encaminha os pedidos para o Core, se necessário.

Se houver uma falha na camada Core, cada usuário pode ser afetada. Por conseguinte, a tolerância a falhas, nesta camada é um problema.

A camada de distribuição

A camada de distribuição é muitas vezes referida como a camada de trabalho e é o principal ponto de comunicação entre a camada de acesso e núcleo. A principal função da camada de distribuição é fornecer roteamento, filtragem e acesso WAN e para determinar como os pacotes podem acessar o núcleo, se necessário.

A camada de distribuição deve determinar a maneira mais rápida que as solicitações de serviços de rede são tratados, por exemplo, como um pedido de arquivo é enviado para um servidor. Após a camada de distribuição determina o melhor caminho, ele encaminha a solicitação à camada do núcleo. A camada do núcleo, então, rapidamente transporta o pedido para o serviço correto

A camada de Acesso

A camada de acesso a controles de usuário do grupo de trabalho e acesso a recursos de redes. A camada de acesso é muitas vezes referida como a camada de trabalho. Os recursos de rede a maioria dos usuários precisam estarão disponíveis no local. A camada de distribuição processa todo o tráfego de serviços remotos.

Percebem que no desenho acima os dois Switches Core Cisco 7606 estão interligados graças a um Uplink de 10Gbps garantido assim alta disponibilidade entre estes dois equipamentos. Vejam que esse é um roteador modular, tendo assim a capacidade de adicionar mais partes, módulos neles. Já está previsto para o segundo semestre de 2010, o lançamento de módulos de 40Gbps pela Cisco – é o que dizem os vendedores, vamos torcer para isso acontecer, já que alguns provedores mundiais já possuem interesse e demanda por esta velocidade.

Temos assim o fim da primeira parte deste post.