Faz 5 anos que o mercado fala do fim dos endereços IPv4, devido ao crescente número de computadores, celulares e demais equipamentos que ganham um endereço IP cada vez que surgem.

Na última conferência NANOG, em Austin/Texas, os tópicos mais abordados foram entorno do IPv6, o que está acontecendo com o Ipv6 ? e como as empresas de TI estão migrando para essa nova tecnologia ? foram as perguntas mais debatidas. A IANA demonstrou um cálculo que mais 576 dias, 2.5 anos, os endereços IPv4 esgotaram.

Em Setembro de 2009, um relatório apresentou que 1% do tráfego Internet é gerado por endereços IPv6, isso é péssimo pois as empresas de telecomunicações investiram muito pouco em projetos, produtos e serviços que utilizem tecnologia IPv6.

Tráfego IPv6 por Continente.

O interessante do gráfico acima é que os chineses estão liderando no que diz respeito a utilização do IPv6. EUA e Brasil, movam-se.

Provedores e prestadores de serviços de Internet precisam e rápido, tomar uma atitude para que não ocorra um colapso. Vários serviços como hosting, sites e afins não serão mais vendidos já que não terão endereços Ipv4 disponíveis para serem utilizados. Ou o que vai acontecer é uma super-valorização no preços dos blocos de endereços IPv4 e um mercado negro.

Segue o link de um relatório que possui uma série de considerações quanto a implementação do IPv6, vale a pena dar uma olhada.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

Fechar Menu