Há algumas semanas, eu recebi o convite para escrever para uma revista, dita como especialista em segurança da informação e administração de sistemas. Eu a vi em algumas bancas de jornais, mas nada que chamasse a atenção. Pois bem, recebi o convite e comecei a escrever o artigo.

Vocês que leem o blog sabem que eu tenho que digamos, uma certa facilidade para escrever, mas peco, devido a minha total falta de atenção na ortografia, bem que, há algum tempo, não cometo erros grosseiros. (corretor ortográfico novo hehehe)

Escrevi 4 laudas e meia em menos de 1 hora e demorei mais 4 horas relendo, consertando algumas ideias e é claro, o texto. Enviei para editora e aí começou o meu martírio.

Vocês não tem ideia da quantidade de idas e vindas que o texto deu. O meu querido e amado revisor comentou até mesmo uma expressão técnica utilizada comumente no mercado de TI dizendo que os leitores não entenderiam o que era aquilo. Meu cacete, mas a revista não é para galera que trabalha com TI ?!

Depois da 8a revisão feita, eu resolvi o seguinte: Que não iria publicar texto algum para essa revista e sabem por que ?

Eu perdi mais tempo tentando agradar o revisor do que os possíveis leitores.

A revista possui futuro, mas ficar enchendo a paciência de quem escreve os artigos para as suas publicações e de graça é dose.

Juro que não deixarei de escrever no blog e nem para qualquer outra revista, que isso fique bem claro, quando me convidarem, mas não me encham a paciência com revisões e mais revisões.

Isso acabou me lembrando da época da faculdade que os caras de letras vivia corrigindo o português da galera de engenharia, ciências da computação e cursos afins.

Era impressionante o prazer que eles tinham de fazer isso, e o meu de pegar as meninas mais bonitas da turma deles e levar para sair, pois eu tinha duas coisas que eles não tinham: Dinheiro e Carro.

A vida realmente é engraçada.

Atualização: Vi que muita gente ficou chateada com este post por achar arrogância de minha parte não ter aceitado 8 revisões no texto que eu escrevi. Vocês, sinceramente, não acham que oito revisões não é muito ?! Po, assumo que erro a gramática nos meus posts, mas na terceira revisão já tínhamos corrigido esse ponto, o restante foi quanto a ideia que eu queria passar, e aí, ao meu ver, era a ideia que a revista, junto com o seu revisor é claro, queria passar.

Na quinta revisão, eu já achei que o cara estivesse mudando o texto para ficar do jeito que ele e que a revista para qual ele trabalha gostassem de ler.

Vai uma dica aos assíduos revisores do meu blog quanto ao português: Obrigado pela ajuda na revisão dos meus grosseiros erros, o fato é que não tem muito tempo para corrigi-los porque eu tenho essa pequena pilha de livros para ler e depois comentar no blog. São livros focados em tecnologia que trarão um conhecimento que será melhor aproveitado e remunerado. 🙂

Compartilhar:

Este post tem 31 comentários

  1. Gustavo,

    Não precisa publicar meu comentário…

    Você está bem?

    Te pergunto isso porque você postou algo que não acrescenta em nada…

    Na próxima vez que te convidarem para escrever artigos técnicos contrata alguém que fez letras para corrigir e assim você já entrega o texto pronto para o editor.

    Te poupa o stress e você entrega algo legível, sem erros de concordância e sem duplo sentido.

    Já postei uma vez aqui… imagina escrever um contrato de segurança da informação da mesma forma como escreve no blog…

    A dra. Giselle Truzi pode te explicar bem que o duplo sentido de um parágrafo de contrato pode dar muito rolo…

    Enfim, usa sua grana, paga alguém de letras e assim você entrega algo com mais qualidade e ganha mais grana com isso.

    Considere como uma crítica construtiva pois sabemos que você tem muito conhecimento de TI.

    Parabéns pelo blog.

  2. Cada uma mesmo, para nós de TI , o ruim é quando há erro técnico. 🙂 Mas o melhor do post foi o final, dinheiro carro e as gatas…hehehehe

  3. Só não entendo essa cultura de se irritar em ser corrigido, chega ao ponto de menosprezar e procurar algo pra tirar sarro da pessoa que te corrigiu?
    É aquele velho problema de guerras de egos da área de informática. Enquanto o conhecimento cresce somando, o ego cresce multiplicando.

    Abraço.

  4. Não pode postar o artigo aqui no blog?

    Abraços

  5. Acho que tem alguém de Letras lendo o Post….. hauhauhauhauhaua

    Já pensou se todas as vezes que solicitado suporte o técnico de informática falasse para este cara que ele não tem capacidade de operar um computador sem causar um problema ? O ego dele não se manteria estável…rsrsrs então por que não trabalhar com respeito neh….

  6. Calma galera, vamos ser mais sensatos. Gustavo sempre estou lendo os seus artigos que são excepcionais, quanto a revista isso não será nenhum regresso na sua carreira. Eu também ficaria indignado se estivesse na sua situação, você só não pode deixar de postar seus artigos no blog.

    Abraço e paciência!

  7. vide meu artigo….

    hehe abcs

  8. Cara,

    obrigado pelo elogio. Eu utilizo o blog para extravasar porque sai mais barato que pagar um analista do mês. Tive um professor que dizia que o nosso país é injusto com os cultos e sábios, mas ele também dizia que saber falar e escrever bem não é garantia de prato de comida na mesa, os professores das redes municipais e estudais de ensino que o digam.

  9. @Gustavo Lima, esse “Já fiz isso” significa “eu ja postei o artigo no blog?”

    Acho que se vc postasse aqui a galera ia gostar. Eu iria ler, pois com toda a certeza iria aprender algo.

  10. Isso aí Gustavo André, o artigo já foi postado no blog.. 🙂

  11. Vixi…acho que eu sou muito topera…não estou conseguindo achar o artigo…

    se alguem puder me ajudar…

  12. qual a revista?

  13. Pulando as criticas revisionarias XD

    Quanto tempo você demora para ler esses livros de TI?
    Sério que você os lê de capa a capa?

  14. A forma de escrita (mais formal ou informal) deve se adaptar ao meio. Uma revista exige uma escrita mais formal e não permite erros de português e de concordância, enquanto um blog pode adotar qualquer tipo de escrita e abordagem. Se alguém quiser fazer um blog em miguchês, provavelmente vai achar quem goste de ler isso. Mas nunca um artigo em miguchês vai ser publicado na Veja ou na Linux magazine.
    A qualidade de um texto depende tanto da forma de escrita (adaptada ao meio) quanto da forma que o assunto a foi abordado.
    Ou seja, Gustavo, os seus posts no blog mostram que você tem muito conteúdo interessante para passar (e por isso mesmo vc tem muitos fans), e no seu blog você pode escrever como quiser. Entretanto, qualquer revista pode, e vai, exigir uma forma de escrita mais formal (algumas podem exigir formalismos maiores, o céu é o limite!), mas eu concordo totalmente que OITO revisões é demais! Não consigo imaginar uma situação em que isso se justifique – nem mesmo se seu texto passasse por 8 revisores diferentes.

  15. Anchises, concordo com vc.. Não sou contra quaisquer revisões que devem ser feitas em um texto, mas tudo tem limite.

  16. Lucas, como todos, eu demoro para ler..

  17. Opa, teve um camarada que comentou aqui que passou pelo mesmo problema. O texto dele, que por sinal era excelente, foi publicado no blog, sem revisões e olhem que ele havia me pedido para rever o que o revisor estava fazendo e de fato, o revisor estava exagerando.

  18. Professores, coitados, há mais de um mês aqui no Ceara todos eles estão de greve e o governador falou assim: “Quem é professor ensna por amor e não por dinheiro” logo a resposta dos professores foi: “Governador trabalhe por amor, doe seu salário”.

    Conclusão: O Gustavo pode até publicar seus artigos por amor, mas ser sacaneado por uma revista oito vezes, kkkkkkk!. Publique seus artigos só no blog mesmo, porque não tem esse negócio de revisão. O importante é que todos os leitores entendem e fazem acontecer.

    Vamos esquecer essa história de revista e vamos ler o conteúdo do blog, bons estudos para todos!

    Abraços!

  19. Hehehe…

    Gustavo não sei se você já teve a experiência de escrever para um livro. Eu tive, e meu texto foi e voltou umas 30x.

    E olha que eu participei apenas de 1 tópico de 1 capitulo.

    Agora o desafio veio em dose altíssima, fui desafiado a escrever o capitulo inteiro.. rsss

    Façam suas apostas de quantas vezes o texto irá voltar =]

  20. Well Siva, já e escrevi dois e ainda por cima em inglês. A revisão foi sossegada, pois o revisor sabia o que nós queríamos passar de conhecimento ao leitor. Os capítulos que eu escrevi foram revistos 4 vezes. Até blz, mas rever 8 ou 30 vezes, como vc mesmo disse, eu já acho de mais..

  21. Gustavo, o problema é jsutamente aquele que haviamos comentado.
    Colocam um profissional da área de letras, que quando o computador apresenta que nao conseguiu pegar endereço ip ele chama o suporte, inves de tentar resolver, e tenta corrigir artigos diretamente voltados a assuntos técnicos.

    Quase nao compro mais revista de TI, os assuntos são completamentes “capados” e foram corrigidos por alguem, que no minimo, nao implementou o que escreveu.

    Nao tem resolucao de problema, nao tem explicação de cada linha. A galera acha que artigo de revista de TI é receita de bolo.

    Deprimente.

    abcs e sucesso no artigo! vlw pela forca!

  22. O que mais me espanta…é que apesar do assunto ter importância outros post do Gustavo não tiveram tanta gente comentando… isso pra mim so quer dizer uma coisa, quando o assunto não é tecnico aparece um monte de gente, agora veja outros post e verá que só comenta quem entende um pouquinho pelo menos de TI…

    E desculpa pelo Pt-br.

    “O portugues bem dizido não se correge quando se fica com a boca abrida”…

    rsrrsrsr

  23. Esses livros do Bonan sobre LPI você já pode colocar no fim da pilha…

  24. valeu cara muito legal,conheces um blog fodão?o birablogafiliado,uma visita de 5 em 5horas!

  25. Acredito que mas difícil que melhorarmos nossa escrita no nosso idioma é analisar um arquivo gerado pelo Wareshark. Tempo e dedicação para essa melhoria é necessária, mas, enquanto não temos esse tempo para estudarmos isso, a idéia no amigo acima de pagar um profissional para as correções é uma boa Gustavo. Aos novos blogueiros, “Errar é humano” e aqui não é um blog de LETRAS e PENSAMENTOS é um blog cujo foco é tecnologia. Não estou sendo ignorante, estou sendo prático. As correções sim, são importantes, cabe ao Gustavo não se “martirizar” pelas descobertas de erros e acredito que ele já se acostumo, mas são importantes, como em qualquer outro site da Internet. Qualquer site é sujeito a falhas, qualquer jornal, a diferença é que aqui temos somente UMA pessoa, editando o conteúdo e querendo passar um conhecimento e informação bacana para a sociedade sem custas! E o povo ainda reclama!

  26. Olha galera, eu conheço o Gustavo, somos amigos e eu sou autor de livros na área de TI… e posso dizer que o cara é um dos caras mais antenados em se tratando de TI, e sem querer rasgar seda, o cara é muito dinâmico, aprende qualquer coisa que se propôe em um tempo perto da velocidade da luz (rasguei demais, será? 🙂 )

    Mas infelizmente tem revistas assim mesmo, e eu até ja sei (ou não) da qual ele está falando… kkk

    Me chamaram também para “ajudar” com artigos técnicos etc etc mas área do Linux MAS como voluntário,,,, vai vendo,,, queriam que eu traduzisse uns artigos, coisa pequena segundo eles… mas antes eu tinha que fazer uma outra tradução para um material interno (apostila de curso)…. me mandaram um material em ingles, sendo que o idioma não era problema… mas o material tinha quase 100 páginas em A4, fonte Times New Roman de 10 pts.

    É mole? Precisa dizer alguma coisa?
    Agora vem a pergunta: Quem tá explorando aí ou quem é o explorado nessa história? Quem que é o trouxa aí? kkkk

    Claro que nao deu em nada né… pois uma coisa é ser “bonzinho” outra coisa é ser “mané”… a melhor resposta foi nao responder nada deles e para de comprar tudo que tivesse procedencia deles;;;;;;

    Valeuzzzzzzzzzzzzz

  27. tu lê livro técnico ? até onde eu sei esse tipo de leitura é para ser consultada. Cada maluco com sua loucura rss

  28. imagina se nós profissionais de TI fossemos parar tudo toda vez que um professor ou qualquer pessoa fizer algo de errado no seu CPD , o mundo para.

    O Blog é ótimo, deixa esses editores e suas revistas de papel se afundarem.

Deixe uma resposta

Fechar Menu