Decidi sair do Brasil, em definitivo, no final de 2019, isso foi graças a uma oportunidade de estudos e reservas financeiras (conquistas graças ao trabalho duro).

Infelizmente, a nossa terra amada passava por problemas, que pioraram nos meses seguintes, que levaram a minha tomada de decisão. Tive que me desfazer de tudo que conquistei e dizer tchau para amigos, clima e outras coisas maravilhosas que a nossa terra nos proporciona.

Chegou a pandemia e com ela, a reclusão.

Tive que tomar uma decisão, não tão difícil, devo confessar, de voltar a montar a minha biblioteca, essa que foi desfeita há poucos meses e já possuía mais de 2500 sonhos, ideias, amigos e algumas revoltas. Cheguei ao ponto de ter contratado os serviços de um excelente bibliotecário para me ajudar (ele fez 99,99% de todo o trabalho) a organizar aquele fantástico ambiente.

Confesso que criei um hábito de leitura rápido e focado, o qual consigo anotar, compreender e recordar os pontos mais importantes de cada obra que folheio. Isso foi graças as milhões de páginas lidas e milhares de horas dedicadas; não é milagre, mas sim esforço.

Voltando à pandemia; como faço há anos e muitos que me conhecem sabem que o faço com total amor, investi parte de meus lucros em educação, 10%.  Tal montante foi gasto em:

1 – Livros em formato pdf e impressos (pela própria editora – já explico a diferença)

  • Packt publishing (menos tendo uma certa rusga com eis que vos fala) é a editora número, tanto para gastos, como também para leitura.
  • Manning Publications – A melhor editora, devido a qualidade inigualável de seus autores e publicações.
  • O’reilly – clássica, mas que infelizmente deixa a desejar em alguns títulos e obras, assim como a primeira aqui mencionada – tem autor que simplesmente publica o manual do produto contendo pequenas ressalvas totalmente desnecessárias.

2 – Treinamentos Online

  • Sans – os melhores quando falamos em segurança da informação e metodologia – caros, mas valem a pena.
  • Linuxacamdey – a melhor plataforma de treinamentos da atualidade. (foi adquirida pela cloud guru, muito boa também, mas ainda prefiro a primeira)
  • Udemy – nem preciso comentar a quantidade de cursos que eles ofereceram, mas dá um trabalho achar conteúdo de qualidade
  • AWS Cantrill – excelentes treinamentos para aqueles que desejam começar a navegar pelos bilhões de clicks do mundo AWS.

3 – Impressora Brother  hl-l5100dn

4 – Muito Toner, papel e clips para papel

Todos os itens acima são alguns dos bilhões extremamente acessíveis que temos acesso por aqui.

E aí veio o mais legal:

1 – avisar ao corpo, como um todo, que as férias tinham terminado (havia resultado a velocidade do meu dia a dia, desde que saí da Vivo.

2 – a lista compartilhada logo abaixo contendo o que já foi lido desde 2019

  • Tenho como meta mensal a leitura de 17 livros (tenho cumprindo há quase 2 anos), mesclando-os entre os técnicos (muito mais fáceis de serem lidos, isso devido a incrível quantidade de páginas contendo nada) e não técnicos.

Atualização: Perceberam que já não há tanto espaço, por isso, a sala também começou a ser ocupada..

 

3 –  ter reencontrado o meu propósito – compartilhamento de informação e conhecimento – por isso voltamos com os treinamentos.

4 – agora vivendo na Europa, montei um laboratório para os meus estudos. Este será o tema do próximo post.

Atualização:

Algumas pessoas, mais de 6, me perguntaram o porquê de imprimir tanto, sendo que estamos vivendo em uma “era digital” ?

Porque eu aprendo mais rápido assim.

Toda a minha vida escolar e acadêmica teve a presença de revistas, artigos e livros, fora os intermináveis cadernos de anotações. Por isso que eu possuo duas grandes manias:

1 – o máximo do conteúdo impresso e que seja possível de sofrer anotações – sim, eu gosto de fazer pequenas anotações nos meus livros
2 – cadernos para fazer mais anotações e coletar dados

Leio e muito online, mas nada, no quesito velocidade de aprendizado, pelo menos para mim, se compara na leitura impressa.

Compartilhar:

Deixe uma resposta