Eu utilizo os recursos e artigos do Wikipédia todos os dias, além de contribuir com algumas coisas de vez em quando. Logo que surgiu o projeto Wikipédia eu fiquei muito feliz por provar livres iniciativas de oferecer conteúdo de forma barata e colaborativa, o blog tenta fazer isso para o mercado de TI brasileiro, mas de uma forma bem simples, nada comparado ao Wikipédia, é claro.

buscando mais detalhes sobre a arquitetura que suporta esse gigante da informação eu descobri os seguintes dados:

O Wikipédia atualmente possui mais 300 servidores (2 processadores quad core, com 16GB de RAM cada) hospedados na Flórida, EUA.

  • Utiliza tecnologia LAMP (Linux / Apache / MySQL e PHP), mas no caso do Wikipédia, ele foi substituído pelo Lighttpd.
  • Utiliza LVS ou Linux Virtual Server junto com configurações de DNS para Load Balancer.
  • Squid é utilizado para Cache.
  • ainda possui implementações de Memcached e Lucene.

A arquitetura lógica funciona da seguinte forma:

Um único servidor Squid do Wikipédia recebe mais de 2500 requisições por segundo. Mais detalhes quanto ao tráfego que os servidores Squid do Wikipédia suporta:

O wikipédia distribuiu suas operações em alguns datacenter, onde anunciou há pouco tempo a criação de mais um novo datacenter na Europa, a sua arquitetura foi desenvolvida para atendar as requisições do usuário baseando-se na sua proximidade, onde o LVS e o Squid são responsáveis por distribui-las entre os seus datacenters.

fonte: datacenterknowledge

Compartilhar:

Este post tem 2 comentários

  1. Sim, mas as empresas criam o seu próprio wiki com objetivo de criar uma base de dados única de conhecimentos. Principalmente em TI. Times trocando informação, imaginem então empresas com mais de 100.000 funcionários e centenas de clientes suportados. A quantidade de problemas e soluções é fantástica e em alguns casos, com mais informações úteis que o google.

Deixe uma resposta

Fechar Menu