O Google é a página de inicialização dos browser em mais de 65% dos computadores em todo o mundo, além de ser a maior ferramenta de busca em todo mundo. É correto afirmar que você não faz uma busca na Internet, mas sim na base de dados do Google, onde o mesmo faz todo o trabalho de pesquisar em seu gigantesco índice a melhor resposta para sua pergunta.

A Google ganhou o respeito e admiração de todo o mundo graças a sua tecnologia e aos grandes investimentos em novos produtos e serviços, para atender a demanda mundial quanto a informação.

Tendo toda essa informação e estando em todo o lugar, a Google e a CIA criaram uma empresa chamada Recorded Future, a empresa possui uma tecnologia que  vasculha dezenas de milhares de sites, blogs e contas de Twitter para encontrar relações entre as pessoas, organizações, ações e incidentes -, presentes e ainda por vir – prevendo o futuro – é o que eles prometem.

É a segunda vez que a Google se associa a uma agência de segurança dos EUA na venda ou fornecimentos de serviços de TI.

O objetivo da Recorded Future é muito simples na minha opinião: Inteligência e contra inteligência com os dados disponíveis na Internet e indexados pelos milhares de servidores da Google, com esse tipo de serviço é fácil descobrir quem, o que e quando alguém está falando mal de outro alguém, ou se existe algum ataque terrorista sendo planejado via redes sociais, emails ou mensagens.

Exemplo é a imagem abaixo quanto a busca de dados referente a grupos extremistas do Oriente Médio:

O vídeo abaixo apresenta com mais detalhes como funciona a ferramenta que pode ser comprada como serviço no próprio site:

O mercado ficou preocupado devido a possibilidade de má utilização dos dados armazenados nos servidores do Google, além das redes sociais e sites, a Google possui uma série de serviços que são utilizados por grande parte da população mundial, serviços de email, documentos e afins.

Será que tudo isso será usado em prol da segurança contra o terrorismo ?

fonte: Wired

Compartilhar:

Este post tem 2 comentários

  1. Eu geralmente não leio aqueles contratos que temos que concordar toda vez que assinamos um serviço, mas, com certeza, todos os que utilizam os serviços do google concordou que alguns dados poderiam ser utilizados para algum fim.
    Não vejo essa ferramenta como algo espantoso, apenas, um novo serviço.

  2. Ai que tá Bruno, um serviço para quem? Para o governo dos EUA, velho conhecido pelos seus abusos quanto a utilização de informações. O medo das pessoas referente ao que irá acontecer com os seus dados é real. Ninguém garante que os dados serão tratados de forma confidencial.

Deixe uma resposta

Fechar Menu