A Patrícia Peck é uma advogada conhecida e respeitada quando o assunto é Direito Digital. Alguns dos seus artigos são controversos, principalmente entre aqueles que trabalham com TI e vivenciam o dia a dia de uma grande operação.

Não posso negar que advogados ainda patinam nesse tema, direito digital. É fácil falar sobre leis, jurisprudência, mas quando há algo de técnico no meio, a maioria dos doutores se enrola, e um dos temas mais discutidos é o título do último post da Patrícia Peck “Como proteger o e-mail corporativo na nuvem?”

O artigo é mais do que recomendado para aqueles que trabalham ou irão trabalhar com este tipo de serviço suportado by Cloud e que ainda se pergunta “Quem é responsável pela integridade e segurança dos dados contidos em meus e-mails e que ficarão armazenados na nuvem?”

Fica claro no artigo da Peck que as empresas veem em cloud computing a solução técnica e financeira para a maioria dos seus problemas, mas esquecem que não há um amadurecimento e nem uma segurança daquilo que será armazenado fora de seus domínios.

O ponto no artigo que fala sobre contratos está muito bom, só acho que faltou colocar que são raras as exceções em que o fornecedor do serviço de cloud computing altera o seu contrato para um cliente, para que o mesmo possa se enquadrar nas políticas e normas desta empresa. Trabalho com grandes empresas há 10 anos e só vi isso acontecer 3 vezes.

Em resumo, quer aprender e entender sobre e-mail coportativo na nuvem ? Então leia este artigo Como proteger o e-mail corporativo na nuvem?”

Compartilhar:

Deixe uma resposta

Fechar Menu