Eu fico aterrorizado toda vez que leio uma notícia relativa aos investimentos feitos em segurança pelo governo brasileiro referente a luta ao ciber-terrorismo.

O nosso pobre e sucateado exército brasileiro é o responsável por assegurar o nosso território de crackers ou qualquer malfeitor com o seus mais de 10 anos de idade e incríveis poderes para utilizar um computador contra a receita ou o governo federal.  Mas acontece que este mesmo exército não possui dinheiro para pagar a farda, o almoço ou a comida de seus cavalos, me refiro aos animais em… olha lá.., como é que eles irão defender a nossa maravilhosa malha “internética” ?!

Veja se não é para rir da frase dita pelo Santos Guerra à imprensa ? “Vamos nos defender, mas também nos preparar para o ataque. O Exército é escudo e também espada”.

Isso foi declarado juntamente com incrível e inigualável valor de R$ 6 milhões que foram gastos na compra de um anti-vírus brasileiro e um “simulador de guerra cibernética”. O cacete!!!!, quer dizer então que comprando uma porrada de licença de anti-vírus o nosso governo estará pronto para se defender de ataques cibernéticos ?! Eles estão falando sério ?!

Tudo bem, tudo bem, muitos dirão que uma série de invasões, nos dias de hoje – (é o cacete né, isso é velho pacas), são ocasionadas pela transmissão de arquivos .pdf ou .xls com conteúdo malicioso, e os anti-vírus são os responsáveis por detecta-los e proteger redes e computadores. Mas espera aí. Nem o Kaspersky, considerado o melhor anti-vírus do mercado, conseguiu detectar um malware dentro de um .pdf que infectou os computadores das maiores empresas de segurança dos EUA, quanto mais o anti-vírus brasileiro.

Não estou dizendo que o produto da BluePex é ruim, pelo contrário. O fato é que a criação e a disseminação de pragas  já é mais rápida que a sua prevenção. Não se esqueçam que você primeiro precisa da doença para depois criar a vacina ou o antibiótico. 🙂

Em resumo e em minha opinião, a compra destas licenças pelo exército brasileiro não vai adiantar muita coisa, isso sem falar no “simulador de guerra cibernética”, que para mim é nada mais, nada menos que um WAR (jogo) melhorado e que agora roda no windows vista – duvido que o governo utilize windows 7!!!

Os R$ 6 milhões que foram jogados fora, deveriam ser utilizados na formação e treinamento dos membros participantes da equipe de defesa do exército brasileiro. Mandando os solados e cabos para os EUA, Israel, Rússia e Coreia do Sul para aprenderem com quem se defende 24 horas por dia.

Depois de semanas e meses de treinamento, este pessoal, agora com base e sabendo o que rola de verdade, poderia listar tudo aquilo que o governo brasileiro iria precisar para começar, repito, começar a se defender.

Sr. Santos Guerra, instale um firewall no senado e na câmera dos deputados e drope tudo o que sair de lá para fora. Afirmo que o Sr. fará o melhor trabalho a nação. Opa, sorry retira o que eu disse. Voltaremos à ditadura, coisa que o Sr. sonha todos os dias, mas que a gente teme, todas as horas..

Compartilhar:

Este post tem 23 comentários

  1. Fodah essa dos antivírus, sabemos que vírus é criado a todo momento e não se tem vacinas a torto e a direito, fora isso a quantidade de vacinas X banda e espaço em disco, é coisa de louco isso.

    Por isso acredito no trabalho da Trend Micros e do Google em estar trabalhando reputando todas as páginas da Web e arquivos da rede, sim isso demora mais isso sim é a nova visão do antivírus e ganha quem começa a pensar agora.

  2. Gustavo,
    Existem outros tipos de financiamentos para este tipo de defesa, como treinamento para militares (inclusive em alguns destes países que você citou), certificações, entre outros esforços.

    Claro que a simples compra de uma (ou outra) solução de anti-vírus não irá resolver todo o problema, mas todos sabemos (li muito isso por aqui) que a defesa não pode ser baseada apenas na ferramenta X ou Y… mas já é um começo… 😉

    Existem várias iniciativas da Administração Pública Federal nesta área.. pode ser que algumas delas não sejam as melhores, mas como eu disse, temos que começar por algum lugar…

    Um abraço!

  3. aff que “investimento hein” pow quem da essas ideias? hoje facilmente se cria um backdoor indetectavel por qualquer antivirus, 6 milhoes em av? o dono da empresa deve ser militar srsr brincadeira, nada contra a empresa tmb porem acho isso uma grande falta de conhecimento dos responsaveis pela segurança que poderiam investir todo esse “dinherama” em treinamentos da equipe de segurança.. quando se fala de militarismo e governo se imagina o maximo de segurança fisica e digital.. porem analisando mais de perto da para ver o quanto é furado e fraco o nivel de segurança.. é a realidade.. principalmente os grupos militares deveriam ter especialistas pentest etc para ver os furos e ajudar a proteger…

  4. Nossa 6 milhões realmente jogados no lixo, e com certeza além do mal investimento, algumas fatias dessa renda será desviada rs

  5. Bom saber de algom bom feito pela TREND, porque em termos de segurança corporativa…..zero! Temos um contrato caro pra cacete que está sendo mudado, por conta do antivirus da TREND ser pior que o PANDA, para “nós”. Até o AVG grátis se mostrou mais capaz….gzuis!!!!

    Tem coisa no país que é só nome…..tipo Loucaweb.

  6. Ola.
    Meu primeiro post aqui.
    Gustavo, lembre se que nem o EUA, Russia, China e qualquer outro pais estao imunes a ataques.
    Mas veja por um lado, o governo deu um grande passo para investir em Guerra Eletronica.
    Recomendo voce saber sobre o CCOMGEX e etc…
    Ah, sobre treinar as tropas… isso ja esta rolando 🙂

  7. Opa.. Valeu pelo primeiro post e confio no q vc fala. Espero q o nosso governo esteja trabalhando, precisamos de um país melhor e mais seguro.

  8. De fato, não é muito dinheiro, o exercito atualmente esta em processo de estruturação tecnológica principalmente quanto a parte de segurança, os militares estão sendo treinados sim, talvez nao na quantidade que deveriam, mais estão sendo criados stir em varias unidades, e esses profissionais estão disseminando esse conhecimento internamente através de treinamentos, então acho que dentro das limitações orçamentarias o exercito esta trabalhando duro e fazendo o possível.

  9. 6 milhões ?! Com certeza alguém nessa empresa tem parentes no alto escalão do exercito. Com certeza é o dinheiro mais mal-gasto da história, o firewall dropando é bem sarcastico mas seria melhor que esse AV.

  10. É meus caros amigos da segurança, parece que nosso exercito só entende de continência e ditadura, esquecerão de apresenta a eles uma maquina revolucionária chamada computador, falar que compra de antivírus é investimento em segurança é o cumulo do absurdo, onde vamos parar com tanta ignorância digital. Me doe muito falar isso, mas as outras nações devem estarem rindo do nosso exercito.

  11. Sobre oque o amigo Oscar Marques disse e verdade, ja tem treinamentos com os militares POREM temos a mediocre ideia entre os militares, de que um soldado nao pode saber mais quem um tenente (FATO).
    E por pensa dessa forma e que termos o exercito e policia que temos hoje.
    Praças ( soldado, cabo etc) despreparados que so fazem merd@, e oficiais quem pagas 6 milhoes em av 😀

  12. Neriberto, você ainda não percebeu que o Gustavo praticamente nunca ler por completo(ou se ler não entende) as coisas sobre as quais ele posta?

  13. Oscar e Neriberto, eu li a notícia de um RSS e o mesmo não estava completo — o título era o mesmo da linha defensiva..

    O fato, até então reportado na notícia que eu havia ledo, é que o governo brasileiro, por intermédio de nosso exército, investiu R$ 6 milhões de reais em licenças de anti-vírus e um software/sistema para simular guerras cibernéticas. O que me preocupou, depois de ter lido toda a notícia indicada pelo Neriberto, foi o valor de R$ 800.000,00 para licenças de anti-vírus. Quer dizer que R$ 5.2 milhões serão utilizados para simular ciberguerras ?!

  14. É isto mesmo Gustavo, o restante é para o simulador e como está na notícia o Exército ainda terá acesso ao código fonte.

    Oloco Oscar, acho que ele tá se divertindo pacas lá em Manaus e algumas coisas passaram batido 🙂

  15. Dinheiro jogado fora, o Brazil nunca aprende.

  16. Posso dizer q Manaus é bom pacas. O único problema é a internet, pois quando chove, tudo fica lento por aqui..

  17. Gustavo e galerá em geral, não só eu mas vocês mesmos conheçem a nata de nossa nação na área de Segurança da Informação do País !!
    Por quê não ajudar o nosso querido país com isso, acredito que cada um fazendo sua parte reduziremos em muito os incidentes que ocorrem.
    Nesse ponto entra a ética de cada um, em alguams circunstâncias acredito que não devemos divulgar certas informações pois municiamos esse exército que nos ataca !!

    Deculpem se expresso minha sincera opinião !!!

  18. Só retratando erro de português não né !!!

    Só corrigindo não é alguams e sim algumas !!!

  19. Eu li também falando que são 800 mil em antivirus e o restante na simulação de ataques.
    Mas não consegui achar nenhuma informação do que realmente vai se tratar essas simulações?? Alguém tem alguma informação mais detalhada?
    http://www.bluepex.com.br/blog/?p=323

  20. O restante dos 5.2 milhões foi para algum sobrinho com empresa de TI e que criou um wargame qualquer em flash, baseado no farmville.

Deixe uma resposta

Fechar Menu