Os dois sites indicados logo abaixo não servem para testes de carga, mas sim, para saber se a performance do seu código, a compactação de suas imagens e os headers de seus objetos web seguem as melhores práticas de mercado, e com isso,  possuem um melhor ranking para seu site ou portal no Google e tantos outros indexadores de informação.

O primeiro a ser indicado é o http://www.webpagetest.org/ – um dos melhores, em minha opinião, pois possibilita a escolha do país/cidade que serão feitos os testes, além do tipo de navegador.

O problema é que ele possui uma fila para realizar estes testes. Coisa de ferramentas opensource.

O segundo e que passei a utilizar há pouco tempo é o http://gtmetrix.com/ – indicado por ter um interface rápido e fácil de ser utilizada. Vejam um teste que realizei no blog após ter feito algumas alterações em sua infra por causa de alguns ataques.

Screen Shot 2014-03-04 at 2.23.45 PM

Agora, caso vc deseje testar a performance do seu site/portal ou infra, eu recomendo o https://loader.io – ele, para mim, é um dos melhores. Isso porque possui uma excelente interface gráfica para configurações e parametrizações do seu teste, além de relatórios detalhados quanto a execução dele.

Exemplo é a imagem abaixo que foi capturada de um teste que realizei quanto a nova infra do Coruja de TI. Parei o teste bem no meio.

Screen Shot 2014-03-04 at 2.32.47 PM

Outra ferramenta que utilizo para testes de carga é o https://www.blitz.io. Ela segue o mesmo princípio da primeira, a Loader.io, mas com algumas funcionalidades e opções a mais. Vejam na tela abaixo:

Screen Shot 2014-03-04 at 2.44.25 PM

Nota: Vejam que as regiões que vc pode escolher para realizar os seus testes de carga são as mesmas disponibilizadas pela aws.amazon.com.

E por último, mas não menos importante, eu lhes apresento a http://loadimpact.com/, com sua tela de acompanhamento de testes bem legal e com mapas.

Screen Shot 2014-03-04 at 2.56.37 PM

E sim, as três ferramentas indicadas acima atuam como uma rede zumbi.. 🙂

Todas as ferramentas aqui apresentadas são utilizadas no curso de performance and tuning que ministro e que foi para versão 2.0.

O interessante é verificar no momento que vc está realizando algum teste de caga com uma das 3 ferramentas listadas acima, o load do seu servidor, assim como a quantidade de conexões http estabelecidas nele. Assim, vc poderá saber se há ou não a necessidade de reparametrização de algum ponto no kernel e ou na rede.

Compartilhar:

Este post tem 3 comentários

  1. Gustavo, existe alguma ferramenta semelhante que eu possa utilizar para testar performance de aplicações web internas ? que não tem IP válido para a internet ?

  2. Vlw Gustavo ! Vou pesquisar e fazer alguns testes … tenho um ambiente onde os usuários acessam uma aplicação e essa faz consultas constantes numa storage … ambiente esta extremamente lento … acredito que sejam os acessos à storage, preciso de provas pra poder confirmar essa suspeita ! Enfim … vlw as dicas

Deixe uma resposta

Fechar Menu