Após ler uma reportagem sobre a origem do ódio entre curdos e sunitas no Iraque, palestinos e judeus em Israel e no Estado da Palestina, percebi que são histórias de guerras e ódio com mais de 4 séculos de existência, histórias essas passadas de geração para geração. Mas essas gerações podem alterar o rumo da história, tendo mais objetivos comuns e traçar planos de convivência pacífica. Vejo como exemplo os EUA, eu tenho 29 anos e nunca imaginei que os EUA teriam um presidente negro no poder, só daqui a 100 anos. Falo isso por já ter morado nos EUA e ter presenciado vários atos e eventos onde os negros são excluídos.

Barack Hussein Obama foi eleito graças aos jovens, a geração que tem capacidade de votar, fora é claro o marketing e as mídias sociais que foram usadas massivamentes em sua campanha eleitoral. Nunca tantos universitários e jovens votaram em uma eleição americana. O slogan Yes, We Can Change é simples: nós somos uma nova geração que temos opinião e poder de mudar, e por isso vamos mudar o país.

Três grandes oponentes foram derrubados, todos típicos personagens de filmes e seriados que os brancos e os negros assitem diariamente em seus televisores, por um negro do Hawaii.

Agora podemos iniciar um movimento de mudança das relações com os nossos inimigos, que simplesmente possuem uma religião diferente (Caso vocês não saibam, mais de 60% das guerras que ocorreram até hoje foram por motivos religiosos) ou opinião diferente em alguns dos casos.

A Geração Y está mudando tudo aquilo que sabíamos sobre trabalho, tecnologia, notícias e mercado, podemos utilizar esses recursos e conhecimentos para mudar o mundo e a forma como vivemos.

fontes: Internet, The New York Times, The Economist

Compartilhar:

Deixe uma resposta

Fechar Menu