Parece piada, mas não é, há dois anos haviam rumores no mercado que a Microsoft estaria negociando a sua venda ou união com uma outra grande empresa. Os números quanto a venda ds Windows Vista ajudaram nessa suposição, que depois ficou esquecida devido ao sucesso de vendas do Windows 7.

Essa semana os rumores quanto a uma possível venda ficaram mais fortes depois que Steve Ballmer, atual CEO e co-fundador da Microsoft vendeu 12% de suas ações, cerca de US$ 1.3 bilhões, logo depois do anúncio quanto à venda deste grande bolo de ações, vários analistas de mercado conjecturaram a saída de Steve do posto de comando da Microsoft e com isso, uma possível venda do gigante que quase derrubou a Apple. Entrou em cena o grupo de porta vozes da Microsoft e o próprio Steve informando que ele “só desejava vendar algumas ações para diversificar os seus investimentos. Isso soou bem estranho em Wall Street.

Mas por que a Microsoft estaria à venda ? Não é por causa de dinheiro, mas sim do mercado, a Microsoft é uma empresa de software. A Oracle era uma empresa de software e agora ela atua em diversas áreas de TI, o mesmo para IBM e HP, isso sem falar na Dell que no ano passado passou a atuar em outsourcing ou terceirização de serviços. A diversificação de serviços ou produtos de TI gera mais lucros e menos perdas, a IBM ensinou isso ao mercado e muito bem, depois da quase quebra na década de 90.

A Microsoft continuando com o mercado de venda de software sempre dependerá da criação e venda de seus softwares, isso causa sérios problemas, pois praticamente todo ano o time desenvolvimento dela é obrigado a entregar um produto para venda ao mercado, vocês não se esqueceram do fiasco do Windows Vista, que no final das contas foi entregue nas coxas, daí a Microsoft ter corrido com o desenvolvimento de um patch para corrigi-lo, o Windows 7.

O que nos resta é esperar pelas novidades no início do trimestre de 2011.

Compartilhar:

Este post tem 3 comentários

  1. O Steve é muito ruim como “marketeiro” da empresa. Dono de umas declarações exageradas e ofencivas. Espero que ela apenas queria ampliar a area de atuação, como esta voltando a fazer com windows phone 7.

    Em casa eu não uso os produtos dela in Full-time, mas a empresa já fez muito pela TI.

    Então espero que a “Janela” não feche.

  2. E qual empresa seria a possível compradora da gigante do Tio Bill? Pois tem que ter muita coragem e astucia para comprar tamanha empresa.

    Isso eu na minha sincera opinão, não passa de boatos.

    Mas como esse mundo de TI é doido, não se deve duvidar de nada.

    Belo post Gustavo.

    Abraços.

Deixe uma resposta

Fechar Menu