Um camarada do escritório teve a paciência de remodelar os pré-requisitos solicitados no concurso federal focado em segurança e em TI mais comentado nos últimos 2 anos. Eu estou falando do concurso para Perito Criminal em Computação da Polícia Federal. Só um aviso, as inscrições já encerraram..

Pois bem, esse camarada me enviou o doc e perguntou, Gusta, você sabe tudo isso que o concurso pede ? A resposta foi bem simples, Não! não sei nem 10% do que eles estão pedindo!

A resposta foi baseada na minha experiência de concurseiro. Concursos não querem saber sobre a sua experiência profissional, sobre o seu conhecimento empírico (obrigado a Dra Cláudia – Advogada q já me tirou da cadeia) , mas se você sabe ou não a matéria. É bem aquele lance de decoreba e fim. Por isso que a primeira regra que você deverá colocar na sua mente é que você precisa estudar e muito para concursos neste país.

Garanto-lhes que boa parte daquilo que foi solicitado pelo concurso  não será visto na prática no seu dia a dia como agente federal, mas aí vem a pergunta, pra que estudar tudo isso ? Well, é a clássica peneira do conhecimento inútil…

Agora, vem outro ponto – será que um profissional com todo este conhecimento, vejam no seguinte doc, não teria condições de arrumar um emprego na iniciativa privada com um salário maior do que 10k por mês.. ?

Compartilhar:

Este post tem 21 comentários

  1. Me parece que este concurso foi cancelado!

  2. O camarada aqui do lado disse q não. Tem alguma notícia aí.. ?

  3. Empirico
    Empirico
    Empirico

  4. Essa semana chegamos ao cúmulo: http://www.esaf.fazenda.gov.br/concursos/concursos_selecoes/Analista_Tributario_RF_2012/index_ATRFB.html

    Verifiquem o conhecimento cobrado, desconsiderando as matérias de contabilidade e tributário.
    E a incoerência existe no fato de que poucas bancas possuem pessoal capacitado para fazer uma prova que efetivamente avalie o que está no edital. Ou seja, no edital pede-se conhecimento técnico gigantesco para que na prova as questões sejam de um nível mínimo. Resultado: todos acertam quase tudo e as vagas são decididas em décimos de pontuação.

  5. Foi cancelado sim!

  6. Fiquei sabendo que o STF cancelou o concurso para poder refazer um problema on edital que estava com vicio e teria que ser sanado

  7. Um dia após o término das inscrições, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu suspender o concurso público da Polícia Federal (PF), que oferece 600 oportunidades de nível superior para escrivães, peritos e delegados.

    A liminar de suspensão foi concedida pelo presidente do Supremo, ministro Ayres Britto, a pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel. A justificativa foi a falta de reserva de vagas para deficientes nos editais dos concursos. A suspensão ficará válida até que a União publique editais retificadores. A decisão, todavia ainda está passível de recurso.

    fonte: http://www.faxaju.com.br/viz_conteudo.asp?id=144065

    Entenda o caso
    O procurador–geral alegou que a falta de reserva de vagas vai contra a decisão da ministra Cármen Lúcia Rocha (RE 676335) “que assentou a obrigatoriedade da destinação de vagas em concurso público aos portadores de deficiência física, nos termos do inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal”.
    fonte: http://www.galerafest.com/?p=11026

  8. O concurso foi suspenso pois não contemplava vagas para portadores de deficiência. Assim que esse problema, for corrigido, o concurso prossegue.

  9. Heheheh — estava brincando po.. pessoal fica p da vida por causa de cada coisa..

  10. Conforme o Spooker já comentou, foi suspenso e não cancelado.

  11. Conhecinmento inútil para servir como peneira em concursos? Pior que é verdade. Na prova de um concurso para o cargo de técnico de informática havia a seguinte questão: “Qual é o nome do preso político que está fazendo greve de fome em Cuba?” Pirei o cabeção e fui ler a capa da prova para ter certeza de que tinha em mãos a prova correta para o cargo!

  12. Esse concurso da PF é muito complicado. Em primeiro lugar a banca é sempre o CESP, e ai é sempre aquele modelo de uma questão errada elimina uma certa. Além disso o cara tem que ser o ninja da computação, pois tem que manjar de todas as áreas. Além disso o cara ainda tem que ser praticamente um advogado, pois caem questões de direito constitucional, administrativo e penal. E para piorar, o último concurso pra perito foi em 2004. É muito difícil focar os estudos para a prova da PF, pois você nunca sabe quando o próximo concurso ocorrerá. Ta certo que estudando pra PF você praticamente abrange a maior parte do conteúdo pra qualquer outro concurso público. Na verdade passar nesse concurso sempre foi o meu sonho, mas saber tudo o que eles pedem é uma tarefa realmente muito difícil.

  13. O que me deixa chateado é que se eu fizesse um concurso desse tipo eu seria desclassificado mesmo que ficasse em primeiro, tudo porque tenho uma miocardiopatia e sequer para o exame físico eu seria liberado. Muito foda isso! Será que vou ter que sair correndo meio quarteirão atrás de pedófilo, pessoas fraudulentas e etc? Pouco provável ¬¬

  14. Pessoal reclamando que é dificil, mas todo mundo quer entrar sem saber 10% do que se pede no concurso e ganhar os 14k.

Deixe uma resposta

Fechar Menu