Uma notícia bem interessante saiu hoje para quem deseja galgar uma importante certificação de segurança da informação, a notícia foi: Oficial: a partir de 1/10, exames para certificação #CISSP em português disponíveis em formato eletrônico nos centros VUE/Prometric!

Anderson Ramos, diretor do ISC2, fez esse anúncio e deixou centenas de candidatos à certificação CISSP felizes, isso porque mais de 90% dos profissionais de TI brasileiros não falam, não escrevem e não entendem patavinas da linguá inglesa.

E isso, meus amigos, não é uma suposição, mas sim um fato constatado depois de ter analisado milhares de currículos e ter realizado algumas centenas de entrevistas nos últimos meses para uma vaga que tem como requisito básico, a fluência do inglês.

Acho mais do que certo o lançamento de uma importante certificação em nosso idioma nativo (bem que o nosso idioma nativo é o tupi-guarani, mas isso é uma outra história), mas engasse o profissional de TI que acha que não precisa aprender a falar inglês para trabalhar em sua área, exemplo disso é a foto abaixo que já está bem desatualizada por sinal:

Mais de 90% dos livros que vocês veem nesta foto foram escritos em inglês e não há previsão para tradução para o nosso idioma, então por que ainda tem gente que sisma em reclamar, perguntar e em alguns casos, em difamar tudo aquilo que é escrito em inglês ? A minha resposta, preguiça.

Caso você seja um daqueles nacionalistas fervorosos, defensores da pátria amada, salve salve Brasil, sabia que se a China diminuir o seu PIB em 5% e os EUA quebrar de vez, você será mais um desempregado no meio de milhões na fila pedindo um prato de comida. Eu ainda me atrevo a dizer que já deveríamos aprender o mandarim ou cantonês devido ao poder dos chines no mercado.

Excelente iniciativa do pessoal da ISC2, a comunidade agradece, agora, só falta traduzir o guia para certificação, acho que isso vai demorar um pouquinho né ?!

Compartilhar:

Este post tem 16 comentários

  1. Oi Gustavo, realmente esta iniciativa de traduzir o exame do CISSP para o português é louvável, pois como você disse, infelizmente uma pequena minoria dos profissionais tem fluência no idioma de Shakespeare.
    O CISSP é a certificação vendor-neutral mais respeitada no mercado de segurança, e hoje em dia está virando requisito para alguém concorrer para as melhores vagas na área. A prova do CISSP, em especial, tem uma característica que não exige muita decoreba mas exige muito raciocínio. A forma com que as questões são elaboradas acabam exigindo uma fluência muito grande do idioma, para o candidato conseguir entender as “entrelinhas” das perguntas e respostas. Por isso mesmo, na prova do CISSP, a fluência no Inglês era quase que fundamental para o sucesso no exame.
    Traduzindo a prova, a avaliação acaba sendo mais justa, pois a prova em português avalia o conhecimento do candidato em segurança, e não em um segundo idioma.
    De qualquer forma, não podemos nos esquecer que fluência no inglês é muito importante para quem quer ter sucesso na área de TI. Os melhores livros, artigos e eventos são em inglês.

  2. Agora falta a prova de security+ (Ouvi dizer que vão fazer a beta em pt-br esse ano para analisar).

  3. Boa noite à Todos. Estive no evento que anunciou esta ótima notícia hoje e achei além de interessante, uma ótima iniciativa o ato de ministrar as provas em centros VUE e Prometric (Meio eletrônico), porém, somente uma questão, a prova somente mesmo que em papel já não era traduzida para a lingua Pt-Br?

    Abraços.

  4. Acho que mas do que criticar, mesmo que seja construtivas Gustavo, você poderia ou fazer um novo post, ou atualizar esse com dicas de como você aprendeu a lingua do sam.

  5. Como sabemos a maioria dos exames VUE/Prometric tem dumps.
    Se a CISSP tiver dump vai virar carne de vaca e perderá seu prestígio.

  6. Só um ponto, teve um pessoa q fez um infeliz comentário afirmando que eu chamei de burro todos que não sabem falar inglês. Acho que a pessoa que escreveu isso não participa de processos seletivos dentro de grandes empresas e nem sai do seu bairro. Quanto mais fez um curso de pós-graduação ou mestrado.

    Caso não saibam, tem muita pós-graduação que pede um segundo idioma e o mestrado exige.

  7. Fala Gustavo, vou fazer uma lista dos livros que você vai me doar quando for internado em um hospício!!! hahahahahahah
    Bom, brincadeiras a parte, teria como você tirar uma foto com uma resolução maior para eu poder dar uma olhada em alguns dos títulos, vi coisas interesstes para Solaris e FreeBSD. Teria como fazer uma postagem sobre distribuições Linux/Unix? Algo do tipo diferenças, ambientes estáveis para utilização em home PCs, pois se for na área de pentest quem acompanha o blog sabe que o Backtrack é imbatível. Obrigado por tudo.

  8. @Wagner
    Sobre cissp virar carne de vaca, eu acho que pode até ocorrer com o passar do tempo, mas uma coisa posso te afirmar. A ISC2 encontrará um meio para que sua certicação não seja desvalorizada

  9. @Adilson Rocha
    A ISC2 poderia até colocar proctors nos centros VUE/Prometric. Mas creio que isso seria inviável pelo alto fluxo de candidados que irão prestar esse exame.

  10. Airton, assim que o meu amigo @castrezana me devolver a câmera, eu tiro as fotos para vc..

  11. Aproveito pra esclarecer que os exames estavam traduzidos para o português desde o final do ano passado, e ontem anunciamos a disponibilidade dessa tradução no formato eletrônico nos centros PersonVUE que possuem a categoria Select.

    Apenas centros que atendem a requisitos adicionais de segurança pertencem a esta categoria, e contam com sistemas biométricos de identificação, monitoramento por áudio e vídeo de todas as provas, análises de anomalias e criptografia para a transmissão e o armazenamento dos exames. O (ISC)2 na realidade espera que a segurança do processo de aplicação seja melhorada com a medida, e não o contrário, e estamos monitorando os resultados de maneira muito próxima em busca de quaisquer problemas que possam surgir. Abraço!

  12. Gustavo Lima meu velho, ta sabendo de algum curso de linux LP1 ???

  13. Creio que é importante saber inglês fica ai uma pergunta..por que nos temos que aprender inglês ? por que eles não podem aprender o nosso idioma ?

    Por que grande parte das pessoas acha que o de fora é melhor ?

    A grama do vizinho é mais verde que a nossa ?

    Fica ai algo que deve ser levado em consideração…

  14. TEM Q SABER INGLES, SE NAO SABE, MUDA DE PROFISSAO

  15. Não vejo motivo para muita discussão. Inglês é obrigatório saber? Não! Mas é altamente prudente ter sim uma segunda lingua fluente, claro de preferência inglês.
    Quantas limitações são impostas para quem não sabe inglês? Isso vai desde de um treinamento no exterior até a própria certificação…enfim, quem tem no mínimo bom senso e se preocupa com sua carreira, deve aprender inglês sim.

  16. Vale a pena então se certificar como CISSP? Na minha humilde opinião não vale. Meu principal argumento é que a certificação não vai te tornar um melhor profissional, que em última análise é o que vai mais impactar no seu sucesso. Falar inglês fluentemente te torna um melhor profissional. Conhecer a fundo uma disciplina ou tecnologia te torna um melhor profissional. Ter experiência em grandes projetos te torna um melhor profissional. Ser CISSP? Não.

    A certificação também não vai te dar emprego garantido (se você estiver atrás disso, estude para um concurso público). Foi-se o tempo – na verdade é discutível que este tempo tenha existido – onde alguém certificado CISSP era considerado um “mosca branca”, termo aliás que nunca vi ser usado fora de reportagens sobre certificação. Seus US$ 500 dolares e seu tempo provavelmente vão ser mais bem gastos em bons cursos, livros ou melhorando o seu inglês e espanhol.

    (O Augusto comenta que valeu a pena o investimento por que o exame “forçou” ele a estudar e aprender coisas novas, argumento que eu acho um tanto fraco. Essa situação parece com a daquelas pessoas que fazem um financiamento ou um plano de capitalização por que não têm disciplina para poupar dinheiro sozinhas. Mas se ele ganhou algo de bom com isso, ótimo para ele!)

    O melhor argumento que eu ouvi em prol da certificação CISSP é a de que ela ajuda o seu currículo a passar no filtro das áreas de RH. Acho que todos sabem como funciona isso: o RH de uma empresa abre uma posição para segurança da informação, e recebe até centenas de currículos. Para facilitar o trabalho, ela aplica a query SELECT CURRICULO WHERE CERTIFICATION LIKE ‘%CISSP%’ e descarta o resto. Não acho no entanto que compense pagar US$ 500 e mais US$ 85 anuais para eventualmente passar por um filtro de RH, ainda mais com o mercado de ponta de segurança no país do tamanho que ele é. Uma boa formação me parece ser um melhor cartão de visitas. Mas como dizem os gringos, your mileage may vary.

Deixe uma resposta

Fechar Menu