As maiores empresas de tecnologia estão se juntando para montar um consórcio com o objetivo de criar um concorrente de peso para competir com as soluções de virtualização da VMware. Para quem não sabe, a VMware possui mais de 70% do mercado quando o assunto é virtualização. Eu particularmente conheço pouquíssimas empresas que utilizam uma outra solução de virtualização que não seja VMware.

VMware funciona, tem bastante material na internet para troubleshooting e ganhou a confiança de seus clientes. Mas acontece que os gigantes do outsourcing não gostam nem um pouco de ficar nas mãos de uma única empresa, daí a necessidade de se montar um consórcio para unir esforços na criação de uma outra solução. Acontece que há outras soluções ou produtos para virtualização no mercado e que são concorrentes diretos da VMware. Estou falando da Citrix, Microsoft e RedHat.

A única solução “opensource” entre os 3 citados é proveniente da RedHat, e ela vem demonstrando um crescimento quanto a adoção do seu Red Hat Enterprise Virtualization (RHEV) em diversos clientes, onde o RHEV é baseado no KVM (opensource). Neste momento, a RedHat possui cerca de 1% do mercado de produtos voltados à virtualização, parece piada, mas este número pode aumentar e muito se os gigantes de outsourcing começarem a adotar o produto VMware como base de seu portfólio.

Alguns detalhes importante que muita gente esquece por aí:

  • O carro chefe da VMware é o seu ESX, sistema operacional dedicado à virtualização que tem como base, até a sua última versão, o RedHat. O pessoal da VMware vai falar que não, mas os mais espertos poderão dar uma olhada em alguns arquivos e encontrar algumas alterações no Kernel.
  • O mercado está aguardando uma nova versão do ESX para este ano onde a VMware iria abandonar o RedHat e passaria a utilizar uma distribuição próprio do Linux ou do Ubuntu como base do seu carro chefe.
  • Os engenheiros e arquitetos da VMware vêm trabalhando arduamente para melhor a performance do I/O do ESX  já que esse é um dos maiores impeditivos para adoção deste software em alguns ambientes de produção, como é o caso dos bancos de dados.

Vamos esperar as cenas dos próximos capítulos.

Compartilhar:

Este post tem 5 comentários

  1. Somente RHVE da Red Hat eh OpenSource??? E o Xen da Citrix?

  2. Rodrigo, a Citrix também tem uma versão paga do seu produto.

  3. Talvez o próximo capítulo seja a aquisição pela VMware dos ativos relacionados ao Linux da Novell

  4. Alvaro, acho isso difícil já que os governos dos EUA e da Europa não autorizarão essa aquisição por caracterizar monopólio do mercado.

  5. Difícil é sim, mas já temos o caso da Oracle que comprou a SUN (MYSQL). Até a aquisição do Skype pela Microsoft poderia ser caracterizada como monopólio, dependendo do ponto de vista. A Oracle inclusive esta de olho na RedHat e não vai demorar para uma gigante mostrar interesse na Canonical.

Deixe uma resposta

Fechar Menu