SuperComputadores: Porque todos querem e todos investem.

Tags: , , , , , , , ,

Saiu uma nova lista dos supercomputadorses, grandes clusters de computadores capazes de processar de uma única vezes uma massa gigantesca, podendo até mesmo simular com perfeição explosões nucleares. Estes supercomputadores, na sua grande maioria, possuem investimentos dos governos devido ao alto custo, exemplo é que o governo Chinês está construindo 14 centros de computação avançada e já informou que haverão supercomputadores nestes centros.

Os dois maiores supercomputadores da lista TOP500 ficam no gigante vermelho, China, sendo que o primeiro da lista é o TIANHE.

TIANHE-1A, National Supercomputing Center, Tianjin, China

NEBULAE, China

Mas por que os governos de países como China, EUA e agora Rússia estão na corrida por supercomputadores ?

A resposta é tecnologia e poder de análise rápida de dados, sai mais barato simular uma explosão nuclear ou um protótipo nos mínimos detalhes em um destes supercomputadores do que a realização testes reais. Não podemos nos esquecer que grandes laboratórios precisam de alto poder de processamento para realizar uma série de combinações e testes, estou falando dos laboratórios farmacêuticos, imaginem a quantidade de substâncias que são possíveis de serem criadas virtualmente e testadas, é claro que nada substitui o teste real, mas isso consegue diminuir em muito o tempo de pesquisa.

“Viajando mais um pouco”, o alto poder de processamento destes supercomputadores pode quebrar certificados digitais em poucas horas, mas não acredito que este seja o principal propósito destes gigantes, mas sim a corrida pela evolução tecnológica.

Uma discussão bem interessante quanto a tecnologia utilizada pelo Supercomputadores está relacionada diretamente a sua infraestrutura de processadores, utilizar GPU, placas gráficas de alto desempenho e que em média são 10 vezes mais rápidas e eficientes do que processadores.

Vejam que algumas empresas como a Amazon e o governo americano já utilizam GPUs para o processamento de seus supercomputadores devido a estes dois fatores, velocidade e eficiência elétrica, uma GPU consome 2 vezes menos energia que uma CPU.

E os supercomputadores brasileiros, eles existem ?

A reposta é sim, estamos na 29 posição com um computador instalado no National Institute for Space Research/CPTEC – INPE, dados passados em 2010  e na 115 posição, com um supercomputador instalado no Rio de Janeiro, NACAD/COPPE/UFRJ, o problema é que os últimos dados passados sobre este cluster datam de 2009, vergonhoso em.

Várias pessoas estão falando sobre a reportagem de supercomputadores do www.idgnow.com.br, só que a reportagem, está errada, vejam que o Brasil esta na 115 posição no do TOP500.org e não na 116.

Eu já mandei uma nota para eles corrigirem. 🙂

VEJA TAMBÉM

Lulzsec fazendo história na indústria de games. Agora foi a vez da Nintendo. A Nintendo confirmou que foi invadida há alguma semanas atrás, mas a empresa afirma que nenhuma informação confidencial ou dos seus clientes foi furtada no processo. O interessante é que o grupo hacke...
Smart Computing, A evolução do Cloud Computing ? Esta semana estive lendo uma série de artigos que vem afirmando que a tecnologia Cloud Computing está amadurecida. Não minha opinião isso não é válido devido há pouca quantidade de empresas que aderir...
Cloud Computing, vc manja alguma coisa para poder falar a respeito do assunto ? Surgiram diversos cursos, associações e grupos de estudos, auto-proclamados como especialistas quando o assunto é Cloud Computing. Vale lembrar duas coisas a estes indivíduos: Cloud Computing é um...
COMPARTILHE ESTE ARTIGO

COMENTÁRIOS

2 comentários em “SuperComputadores: Porque todos querem e todos investem.

  1. Ronaldo

    O Brasil é representado na listas por dois sistemas: um Cray XT6, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que atingiu 205 Teraflops (ou 0,2 Petaflops), e um Sun Blade x6048 da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com 64 Teraflops. Eles ficaram respectivamente em 29.o e 116.o lugares.

    Fonte: http://idgnow.uol.com.br/

DEIXAR UM COMENTÁRIO

MENU