A Internet é um serviço indispensável para maioria da população mundial, onde produtos, serviços e necessidades são completamente realizados com alguns cliques de seus computadores.

O crescimento quanto ao acesso à Internet chega a 15% em média por ano, isso devido à China, África (acabou de ter o seu primeiro cabo submarino dedicado à Internet instalado), países da América Latina e Europa, leia-se Rússia e países do leste europeu. O tráfego Internet por hora já passa dos 3.400 GB, quer dizer, 3 TB de dados trafegando à cada hora. Por dia são mais de 80TB e esse número chegará em 120TB nos próximos 3 anos, isso devido ao crescimento das pessoas acessando a Internet e a quantidade de dados como vídeos e fotos publicadas.

Mas isso tem um ponto negativo, os governos começaram a se preocupar de forma tardia quanto aos seus dados e dos cidadãos. Ameaças virtuais como vírus, botnets, malware são lançados a cada 30 minutos, propagando-se em poucas horas por todo mundo, já que 90% do tráfego Internet passa por cabos de fibra ótica submarinos.

O gráfico abaixo apresenta os endereços IP`s em todo mundo infectados por uma praga virtual, vejam que os principais pontos infectados foram os pontos de comunicação Internet entre os países com maior tráfego de dados.

Alguns países, como o Brasil, começaram a receber mais servidores DNS Root para aumentar a resposta quanto à consulta de sites, temos mais de 30 servidores DNS espalhados pelo mundo, onde destes 30 há 13 servidores Roots e os demais são servidores clones. Mais da metade dos servidores Roots estão instalados ou são controlados pelos EUA, daí a preocupação com a manutenção e o acesso a esses servidores.

Em 5 anos, houve um aumento significativo na quantidade de requisições aos servidores DNS ROOT em todo o mundo, atualmente são mais de 60 milhões de requisições por hora e mais de 1 bilhão de requisições por dia, e esse número não irá para de crescer nos próximos 5 anos, já que tanto a China como os outros países citadas acima só tendem a ter mais pessoas acessando à Internet.

Voltando a falar sobre pragas virtuais como Botnets e Malware, os EUA são os campeões quando o assunto é a disseminação destas duas pragas, o Brasil vem em segundo lugar quando falamos de Malicous Activity, não é para menos que o Bradesco é considerado um dos bancos que mais recebe tentativas de fraude em todo mundo.

Redes zumbis controladas por botnets são umas das pragas mais poderosas na Internet, com eles é possível o envio de SPAM e ataques DDOS, este último é o pesadelo de grandes empresas e provedores de Internet.

A figura abaixo explica como funciona um ataque Botnet:

  1. O Cracker envia um programa cavalo de traio aos computadores para infectá-los e com isso controlar-los
  2. O Cracker agora possui uma rede zumbie, rede essa que pode ser composta com centenas de computadores infectados
  3. O Cracker pode ser pago para executar uma ação criminosa
  4. Daí começa o ataque a partir dos computadores infectados, no caso da figura o envio de SPAM.

Daí a associação que várias empresas de segurança fazem quanto há o aumento do tráfego de redes causado pelos Botnets, alguém ou alguma rede está sofrendo um forte ataque DDOS, como apresentado no gráfico abaixo:

Os maiores responsáveis pelo tráfego Internet são:

  • Sites e Blogs – TCP 80 e 443
  • Email – TCP 25
  • Portas utilizadas para o compartilhamento de arquivos e por programas maliciosos. TCP 445
  • Resolução de Nomes / DNS – UDP 25


Comentei acima que a África acabou de instalar seu cabo de fibra ótica submarino, com isso ganhando mais banda e velocidade quanto ao tráfego Internet. A África é um importante continente devido ao seu petróleo e produção de minérios como ferro, bronze, ouro e diamantes.

Porém a África possui um país que é conhecido pelas fraudes via email, a Nigéria, a qual já foi tema de documentários de como ludibriar pessoas com um simples email. Se eles fazem estrago com email, imaginem então com uma super banda Internet.

fontes: wikipedia, The Economist, team-cymru.org, Internet

Compartilhar:

Este post tem um comentário

  1. ótima matéria,muito bem explicado!

Deixe uma resposta

Fechar Menu