Fiz essa pergunta via twitter ontem e várias pessoas disseram que  o Apache é um servidor http e não é uma linguagem de programação. Estão todos corretos até aí, mas por um acaso alguém já configurou ou suportou um servidor Apache com mais de 30 virtual hosts?! fora rewrite, plugins de segurança , logs e afins ?!

A sintaxe do Apache é uma das mais amigáveis para quem trabalha com servidores web e não é só por causa disso que o apache continua líder absoluto quando falamos em servidores Web, como demonstrado no gráfico abaixo:

Este servidor Web é um dos poucos que possuem milhares de plugins, módulos e extensões que facilitam e muito a vida de que trabalha com grandes portais. Há ainda livros e tutorias que ensinam como criar módulos e/ou APIs para o Apache.

Mesmo com todas essas facilidades, eu posso garantir para vocês que o apache sempre traz alguns desafios, e para mim, um dos maiores desafios é a criação de regras com Rewrite, isso sem falar quando você tem que separar o conteúdo estático do dinâmico, mais o apontamento para plugins do WebLogic no Apache. É uma verdadeira salada de letrinhas para chegar no denominador comum: Deixar tudo funcionando.

Para quem sempre precisa de ajuda como eu para configurar algumas coisas, digamos que fora do comum, no apache, segue a dica do livro Apache CookBook e do Mod_rewrite.

P.S.: Enquanto eu estava terminando de escrever este post, um amigo fez a atualização de release do apache e descobriu que algumas configurações de segurança que existiam há algum tempo foram alteradas, mas que o time de desenvolvimento esqueceu de avisar no readme.txt. Resultado final: Voltar com a versão anterior para entender como configurar a nova 🙂

Compartilhar:

Este post tem um comentário

  1. Como tudo no linux, em modo avançado… Squid, Iptables….etc etc;
    Um mundo de configurações e complexidade a cada ferramenta e mesmo assim viciamos ao extremo. =)

Deixe uma resposta

Fechar Menu