Acompanho o Wowebook quase que diariamente e confesso que estava um pouco chateado com os poucos lançamentos para galera que trabalha com infra. Mas hoje, eis que me deparo com o seguinte lançamento Pratical Load Balancing, leitura mais do que recomendada para quem trabalha com Web, Cloud Computing & Virtualização.

Vejam, quando eu me refiro a web estou dizendo que o profissional trabalha administrando os seguintes produtos:

Apache, Nginx, Lightgttp, DNS, WebLogic, Jboss, WebSphere, IIS, MySQL, PHP e tantos outros produtos que são utilizados para suportar sites e portais,  onde os balanceadores de carga são ferramentas indispensáveis.

O livro é divido em 3 capítulos e possui 272. Vejam o seu conteúdo :

Part I: Getting Started
Chapter 1. Introduction
Chapter 2. How websites work: what makes them slow
Chapter 3. Content Caching: keeping the load light
Chapter 4. DNS based load balancing
Chapter 5. Content Delivery Networks
Chapter 6. Planning for Performance and Reliability

Part II: Load Balancing Essentials
Chapter 7. Essential concepts you need to know
Chapter 8. HTTP load balancing
Chapter 9. Database load balancing
Chapter 10. Load balancing your network connection
Chapter 11. SSL Load Balancing

Part III: Load balancing situations
Chapter 12. Clustering the Load Balancers for High Availability
Chapter 13. Load balancing in the cloud
Chapter 14. IPv6: Implications and concepts
Chapter 15. Where to go next…

Os primeiros balanceadores de carga que trabalhei eram da Foundry, focados em Layer 4, camada de transporte do modelo de camadas OSI. Hoje, já temos modelos muito avançados como o BIG-IP da F5 ou o Cisco ACE, equipamento esse que está sendo descontinuado.

Acabei de ler alguns capítulos e o livro já ganhou o meu respeito, mesmo sabendo que isso e nada é a mesma coisa :). Acabei lendo algumas páginas do livro e percebi que o autor abordou e muito bem temas como Cache, utilizando Squid e Varnish – mesmo que explicando o básico da instalação, são poucos os autores que o fazem. Fora as explicações o tuning que pode ser feito no apache. Destaque para a explicação do worker_processes e do worker_cpu_affinity – poucas pessoas sabem realmente como estes dois caras funcionam.

Também gostei e muito do comparativo que o autor fez entre o apache 2.2.x e o Nginx – o Benchmark ficou bem legal.

Lembro do Gostou, comprou!!!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

Fechar Menu